Right

items



Kirim

Polícia Federal investiga crime de radiodifusão clandestina em emissora de Barbalha

Foto: Reprodução Polícia Federal

As investigações tiveram início no ano de 2021, através de fiscalização da Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL)

Na manhã desta quarta-feira (29), a Polícia Federal deflagrou uma operação em conjunto com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), em Barbalha. O inquérito policial instaurado vai apurar crime de radiodifusão clandestina em uma emissora do município.

De acordo com a PF, dez policiais federais cumprem dois mandados de busca e apreensão expedidos pela 16ª Vara da Justiça Federal, em domicílios investigados. As buscas têm como objetivo apreender documentos, objetos e equipamentos que indiquem os responsáveis pelo funcionamento clandestino da rádio e outros elementos como prova que possam elucidar a participação dos suspeitos no delito investigado.

As investigações tiveram início no ano de 2021, através de fiscalização da ANATEL. Ainda segundo a PF, o funcionamento da rádio clandestina foi confirmado em junho de 2022 e as investigações levaram ao possível responsável pela ação ilegal.

A Polícia Federal ressalta que os investigados poderão responder, na medida de suas responsabilidades, pelo crime de radiodifusão clandestina – art. 183 da Lei 9.472/97, com penas de até quatro anos de prisão.

Reportagem de Yanne Vieira/Agência Miséria

0/Post a Comment/Comments

Nos Stories

Cabeçalho dentro post 01

Cabeçalho dentro post 02