Todas as áreas descentralizadas de saúde no Ceará registram queda no número de óbitos por Covid-19, diz boletim

Todas as 22 Áreas Descentralizadas de Saúde (ADS) do Ceará apresentaram redução nos óbitos por Covid-19. — Foto: João Dijorge/PhotoPress/Estadão Conteúdo

O documento elaborado pela Secretaria de Saúde estadual aponta ainda queda na quantidade de casos da doença.

Todas as 22 Áreas Descentralizadas de Saúde (ADS) do Ceará apresentaram redução nos óbitos por Covid-19 quando comparadas as semanas epidemiológicas 26 e 27 com as 24 e 25 (um período entre 10 de julho e 16 de junho). Os dados foram apresentados no Boletim Epidemiológico da Secretaria da Saúde estadual (Sesa) nesta sexta-feira (23).

A quantidade de casos confirmados de coronavírus também apresentou redução em todas as ADS, ainda de acordo com o documento da Sesa.

De março de 2020 a 17 de julho de 2021, foram confirmados 23.314 óbitos por Covid-19 no estado, sendo 23.267 (99,8%) em residentes do Ceará; e ocorreram 12.755 óbitos no Estado, 12.714 (99,7%) de residentes cearenses no mesmo período.

Com as reduções de casos e óbitos registradas, o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), anunciou um novo decreto nesta sexta-feira com medidas que ampliam alguns serviços.

  • Novo decreto no Ceará

Ceará tem redução dos casos de Covid-19, mas secretário alerta que cuidados devem ser mantidos — Foto: Governo do Estado/Reprodução

Um novo decreto anunciado nesta sexta-feira (23) libera novas atividades econômicas e amplia o horário de funcionamento de restaurantes e barracas de praia. As mudanças foram anunciadas pelo governador Camilo Santana e passam a valer na segunda-feira (26).

Confira as mudanças:

  • Restaurantes poderão funcionar até 23h (antes era até 22h)
  • Barracas de praia podem funcionar a partir das 8h
  • Liberação de teatros
  • Eventos: autorizados eventos com 100 pessoas em ambientes fechados e 200 pessoas em locais abertos
  • Toque de recolher entre 0h e 5h

Camilo Santana afirmou também que haverá eventos-teste no estado, com controle sanitário, mas divulgou detalhes de como eles serão organizados.

O governador Camilo Santana e o secretário da Saúde, doutor Cabeto, alertaram que a população deve manter os cuidados como uso de máscara e distanciamento social, mesmo com a redução dos novos casos da Covid-19. "A notícia boa é que os números continuam caindo, tanto de casos, mortes, positividade, mas bom lembrar sempre que a pandemia não acabou e é sempre preciso manter todos os cuidados", disse o governador.

Cenário da pandemia, segundo Dr. Cabeto:

  • O número que mede capacidade de transmissão do coronavírus, indicada pela taxa Rt, está em um patamar considerado baixo. Todas as regiões de saúde cearenses estão com índices entre 0,80 e 0,85. Isso significa dizer que, cada 100 infectados podem transmitir o vírus para até 85 pessoas. Quando esse índice está acima de 1, é considerado que a pandemia está fora de controle.
  • Já o número que mede capacidade de transmissão do coronavírus, indicada pela taxa Rt, está em um patamar considerado baixo. Todas as regiões de saúde cearenses estão com índices entre 0,80 e 0,85. Isso significa dizer que, cada 100 infectados podem transmitir o vírus para até 85 pessoas. Quando esse índice está acima de 1, é considerado que a pandemia está fora de controle.
  • A quantidade de casos confirmados de Covid-19 caiu cerca de 70% nas duas últimas semanas.
  • O número de óbitos provocados pela doença também reduziu a índices, segundo Cabeto, dos meses de setembro e outubro do ano passado.

Horário de funcionamento de restaurantes poderá ser ampliado para até 23h no Ceará a partir de segund-feira. — Foto: Gandaia Club/Reprodução

Vacinação

Cabeto lembrou que novos estudos apontam que a proteção contra a variante Delta só é efetiva após a segunda dose de vacinas que são necessárias, como a Pfizer e AstraZeneca. "A proteção contra essa variante [Delta] se dá com a vacinação completa. Então, só nesse momento é que nós vamos poder dizer que estamos numa situação segura", disse o secretário.

Embora ainda não tenha sido confirmado nenhum caso da variante no Ceará, o secretário lembrou que a vacinação para reter esses casos é a ação mais importante.

"Quando você não se vacina, você não deixa de proteger só a si, deixa de proteger ao outro. Porque se você não se vacinar, pode ser um portador do vírus e o causador de uma nova mutação. Então, o número de pessoas não vacinadas aumenta o número de variantes", afirmou Cabeto.

Por G1 CE

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

buttons=(Accept !) days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !