Right

items



Kirim

Projeto social de esporte idealizado por PM ajuda crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade em Juazeiro do Norte

Foto: Reprodução/SSPDS

O Projeto Tigres da PM foi desenvolvido pelo cabo Jean Matias do CPRaio, que atua na cidade de Juazeiro do Norte, e atende mais de 100 jovens

No início de 2019, o policial militar lotado na 1° Companhia do 5° Batalhão do Comando de Policiamento de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio) da Polícia Militar do Ceará (PMCE), cabo Jean Matias, teve a ideia de ajudar crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, nos bairros do entorno da 1ª Companhia do 2º Batalhão da PMCE, localizado no bairro Romeirão, em Juazeiro do Norte, no Ceará. Foi então que ele saiu em busca de jovens para participar do projeto.

À época, o policial militar tinha o sonho de estender a iniciativa e, para isso, contou com o apoio da própria PMCE e da Associação Esportiva Tiradentes para a criação um projeto social que contemplasse a região do Romeirão e dos bairros Frei Damião, Triângulo e Pirajá, todos localizados na Área Integrada de Segurança 19 (AIS 19) do Estado.

O Projeto Tigres da PM, como é conhecido, leva educação por meio de atividades esportivas de futebol para a vida de crianças e adolescentes, com o objetivo de cuidar e promover neles o interesse pelo esporte.

Foto: Reprodução/SSPDS

Cultura de paz na comunidade

O trabalho do cabo Matias vai além das ações ostensivas na região. A ideia do PM passou de um sonho e começou a mudar a realidade de 100 jovens, por meio da propagação de uma cultura de paz nas comunidades com o envolvimento dos jovens na ação social, e assim, conseguindo distanciá-los do crime e das drogas.

Quando o policial militar viu a necessidade de inseri-los na prática esportiva, começou a acolher os alunos e dar aulas na escolinha de futebol que funciona na sede da 1ª Companhia do 2º Batalhão da Polícia Militar do Ceará, no bairro Romeirão.

“Atuo no CPRaio, onde tenho orgulho de servir junto de meus companheiros de farda, mas passei a enxergar além da missão. Como profissional de Educação Física, vi a importância da intervenção social através do esporte, procurando assim interagir com crianças e adolescentes em situação de conflitos ou de vulnerabilidade social. Foi a partir dessa visão, que apresentei à Associação Esportiva Tiradentes o projeto. Queria despertar no público-alvo a técnica do futebol para potencializar futuros atletas, e dessa forma, modificar essa realidade desse jovens para que eles compartilhem de forma mútua, durante os treinos de futebol, valores como o respeito, a cooperação, a solidariedade, a tolerância, a disciplina, entres outros, para que eles consigam enfrentar os desafios na vida”, explica o cabo Matias lotado na 1° Companhia do 5° Batalhão do CPRaio.

O projeto chamou a atenção de crianças e adolescentes. Eles começaram a participar da escolinha e foram convidando amigos da rua e também colegas de escolas. Com isso, o Tigres da PM acolhe hoje mais de 100 jovens, com aulas que acontecem às quartas-feiras e aos sábados das 7h às 11h. Um diferencial da ação é o pré-requisito, pois para participar, o jovem deve estar matriculado em uma instituição de ensino e ter um bom desempenho escolar.

“Isso fez com que toda a comunidade valorizasse o trabalho que está sendo feito e acreditasse na educação e no potencial dos meninos, fazendo a diferença através da educação. Depois que meus filhos começaram a vir para o projeto, as notas melhoraram na escola e a convivência em casa está diferente”, afirma Macilane Maria, mãe do Ravi de Sousa, de 13 anos, um dos alunos acompanhados pelo Tigres da PM.

Foto: Reprodução/SSPDS

Caçadores de atletas

A busca do cabo Jean não foi interrompida pela pandemia. Mesmo em tempos desafiadores, como o isolamento social por conta da Covid-19, o policial militar sempre acreditou que aquele momento difícil passaria e o projeto voltaria com tudo. A procura de bons exemplos continuou depois do decreto do Governo do Ceará liberando a prática de atividade esportiva. Desde então, o cabo vem ajudando mais de 100 crianças e adolescentes de Juazeiro do Norte.

Matias conta que desde o início do projeto muitos desafios surgiram. Um exemplo disso é que nesse período, o Tigres PM precisava de espaço para acolher as crianças. O local apareceu, acolhendo assim os alunos, em um campo society verdinho na sede da 1ª Cia do 2ºBPM.

Ravi é um dos zagueiros do time da escolinha. Ele conta que tinha medo de errar e não conseguir acompanhar os colegas. “Me interessei pelo mundo do futebol e aqui me ajudou muito a deixar de ter medo, tentar e conseguir as coisas”, revela.

A mãe de Ravi, Macilane, explica que conheceu o projeto depois que a família mudou para um conjunto de casas populares na região de Juazeiro. Ela disse que o projeto incentiva as crianças a estudarem, terem um bom desempenho na escola e em casa. Além de ser um incentivo para as crianças escolherem o caminho do bem.

“Hoje meu filho se interessa pela escola, trata todo mundo de casa bem, começou a ficar mais tempo em casa. Nesse tempo que ele participa do projeto, eu percebi que eles incentivam muito no desenvolvimento das crianças. Tem momento que os pais não podem comprar a chuteira, e o projeto dá um jeito. Esse é um incentivo que faz a diferença na vida deles”, explica a mãe.

Orlando Felix, de 17 anos, é conhecido como “Orlandinho” pelos colegas. O adolescente participa do projeto desde o início. Para ele, seu sonho é se tornar um jogador de futebol profissional.

“Esse projeto dá esperança às crianças do bairro, como uma experiência que ajuda a respeitar o próximo e a conviver em família. Eu era muito cabeça dura, hoje sou um cidadão”, conta.

Foto: Reprodução/SSPDS

Como participar?

Para participar das atividades esportivas, as crianças e os adolescentes devem ter de 10 a 16 anos de idade completos. Os pais ou responsáveis devem levar, à sede do 1ª Cia do 2ºBPM de Juazeiro do Norte, o comprovante de matrícula da instituição de ensino a qual a criança ou do adolescente estuda e duas fotos 3×4. Mais informações sobre o projeto no telefone (88) 98815.7336.

O Projeto Tigre PM atende jovens da categoria de base na iniciantes da prática esportiva nas categorias Sub10, Sub12, Sub14 e Sub16, além do futebol feminino de base. As aulas são ministradas às quartas-feiras e aos sábados, das 7h às 11h.

Serviço

  • Projeto Social Tigre PM
  • Quando? Quartas-feiras e sábados, das 7h às 11h
  • Onde? 2º Batalhão da Polícia Militar do Ceará (Rua Castelo Branco, 34, Romeirão – Juazeiro do Norte)
  • Contato: (88) 988157336

0/Post a Comment/Comments

Nos Stories

Cabeçalho dentro post 01

Cabeçalho dentro post 02