Por prevenção às arboviroses, cresce a procura por repelentes no Cariri

0
Medo do Aedes aegypti faz aumentar busca por repelentes em farmácias (foto: SARA MAIA)

Estação chuvosa reacende preocupação com a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor de três doenças infecciosas.

Em meio à estação chuvosa no Ceará, que segue até o fim de maio, se acende o alerta contra o avanço do mosquito Aedes aegypti, que nesta época do ano costuma encontrar ambiente favorável para proliferação em casas e terrenos baldios. Para se livrar do mosquito, que transmite dengue Zika vírus e a febre Chikungunya, muitas pessoas recorrem ao bom e velho repelente. Nos últimos dias, a busca pelo produto tem aumentado consideravelmente em farmácias da região do Cariri.

Segundo a farmacêutica , além da prevenção, o período chuvoso também influencia no aumento da procura. "As pessoas têm buscado bastante aqui na região. Estamos numa região endêmica, e todo mundo sabe que a prevenção é muito importante para evitar essas arboviroses. E nessa época, a importância é maior ainda, por causa das chuvas e do acúmulo de água parada", disse a farmacêutica em entrevista ao jornalista Farias Júnior, da rádio CBN Cariri.

Na hora de escolher o tipo de produto de levar para casa, a marca é o que menos importa. Segundo a especialista, todos as composições disponíveis nas farmácias são seguras e eficazes. “Hoje temos três produtos autorizados no mercado, e todos, é importante ressaltar, são seguros. Há estudos de toxicidade e segurança que comprovam essa eficácia. Além disso, nenhum é teratogênico, ou seja, mulheres grávidas também podem utilizar sem qualquer risco à gestação”, explicou Kaalyana Costa.

A especialista ainda ressalta que, embora efetivos no combate às picadas dos insetos, os repelentes não possuem substâncias ativas para matar os mosquitos. "Muitas pessoas confundem, mas o repelente não mata os insetos, ele apenas age nos receptores olfatídicos dos mosquitos e inibe a picada. Eles não são veneno, a função mesmo é afastar os insetos do corpo", esclareceu.

Além dos produtos comercializados nas farmácias, há soluções caseiras que podem ser utilizadas para repelir insetos. Entre elas, as mais usadas são o óleo de eucalipto, cravo e limão, que também funcionam quando espalhados pelos ambientes da casa. "Apesar de muito utilizados, os repelentes naturais ainda não tem eficácia comprovada cientificamente. O melhor mesmo é comprar o produto manipulado ou comercial", recomenda a farmacêutica. 

Autor Luciano Cesário/O Povo Online

Postar um comentário

0Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

Please Select Embedded Mode To show the Comment System.*

#buttons=(Aceitar !) #days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !