O que muda no CadÚnico depois do aumento salarial de 2022?

0
Legenda: O cadastro único é feito nas prefeituras, no CRAS ou em um posto de atendimento do Cadastro Único e do antigo Programa Bolsa Família  - Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O CadÚnico é utilizado para identificar beneficiários de programas sociais como Auxílio Brasil, BPC, vale-gás, entre outros

Com o reajuste do salário mínimo, no primeiro dia do ano, passando de R$ 1.100 para R$ 1.212, o valor para inscrição de benefícios e serviços tiveram alterações. 

Esse foi o caso do Cadastro Único (CadÚnico) que, agora, os valores que permitem a inscrição no benefício serão os seguintes:

  • renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa (R$ 606);
  • renda mensal familiar total de até três salários mínimos (R$ 3.636);
  • renda maior que três salários mínimos (R$ 3.636), desde que o cadastramento esteja vinculado à inclusão em programas sociais nas três esferas do governo.

Vale lembrar que o governo federal, os estados e os municípios utilizam o Cadastro Único (CadÚnico) para identificar potenciais beneficiários de programas sociais como Auxílio Brasil, Tarifa Social de Energia Elétrica, BPC e vale-gás.

Como se cadastrar no CadÚnico?  

Para se inscrever, é preciso que uma pessoa da família se responsabilize por prestar as informações de todos os membros da família. 

Essa pessoa, chamada de Responsável pela Unidade Familiar (RF), deve ter pelo menos 16 anos, ter CPF ou Título Eleitor. 

O cadastro é feito nas prefeituras, no CRAS ou em um posto de atendimento do Cadastro Único e do Programa Bolsa Família. 

Quais os documentos necessários para se cadastrar no CadÚnico? 

É necessário apresentar, pelo menos, um documento para cada pessoa da família, entre os seguintes: 

  • Certidão de Nascimento 
  • Certidão de Casamento 
  • CPF 
  • RG 
  • Carteira de Trabalho 
  • Título de Eleitor 
  • Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI), se a pessoa for indígena.

Em que situações devo atualizar meu CadÚnico? 

Em caso de: 

  • Mudança de endereço ou de telefone; 
  • Alteração em sua renda mensal ou no estado civil; 
  • Nascimento, adoção ou falecimento de algum membro da família. 

Onde atualizar posso atualizar meu CadÚnico? 

O cadastro deve ser atualizado em um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) ou em um posto de atendimento do Cadastro Único e do programa Bolsa Família. 

Em que situação posso ter meu registro no CadÚnico excluído? 

O governo federal realiza anualmente a ação de revisão cadastral. Caso a família fique mais de quatro anos sem atualizar os dados, seu registro pode ser excluído do CadÚnico. 

Onde posso consultar se meu CadÚnico está desatualizado? 

É possível que a família possa checar a situação do seu registro por meio do aplicativo Meu CadÚnico. Na ferramenta o cidadão cadastrado pode acessar os próprios dados e os de sua família e imprimir o comprovante. 

Pelo aplicativo também é possível saber se o cadastro está desatualizado, ou se está incluído em algum processo de averiguação cadastral. 

Postar um comentário

0 Comentários
* Não faça spam aqui. Todos os comentários são revisados pelo administrador.

Selecione o modo incorporado para mostrar o sistema de comentários!*

buttons=(Aceitar !) days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !
To Top