Homem acusado de crimes de torturas em Aurora é preso pela Polícia Civil

“Cícélio” foi preso por policiais civis em Fortaleza para responder por crimes em Aurora (Foto: Reprodução)

Ele se encontrava foragido desde a época das torturas praticadas no dia 10 de outubro de 2020, contra duas pessoas.

Um homem foi preso na tarde desta terça-feira como parte da “Operação Cruciatus” que teve como alvos José Ribamar Gonçalves de Oliveira, de 52, e Francisco Tavares de Oliveira Neto, de 25 anos, os quais já tinham sido presos no dia 7 de abril sob acusação de crime de tortura em Aurora. Policiais civis cumpriram mandado de prisão preventiva, representado pelo delegado Paulo Hernesto e acatado pelo Poder Judiciário de Aurora, recolhendo Cícero Célio Fernandes Alves, o “Cicélio”, de 35 anos.

Ele se encontrava foragido desde a época das torturas praticadas no dia 10 de outubro de 2020, contra duas pessoas. Segundo a polícia, Cicélio já responde procedimentos criminais por ameaça, homicídio e esteve preso recentemente até conquistar a liberdade quando passou a trabalhar com José Ribamar no Armazém São José. De acordo com as investigações policiais, o mesmo esteve foragido nos estados de Goiás, Paraná, São Paulo e, por último, em Fortaleza.

Na descoberta do seu paradeiro, investigadores da Delegacia de Aurora tiveram o apoio do Departamento de Inteligência da Policia Civil do Ceará (DIP) e ele terminou preso em nossa capital, sendo conduzido à Delegacia de Capturas de Fortaleza. Nesta quarta-feira “Cicélio” será recambiado à um dos presídios de Itaitinga, onde ficará à disposição da justiça. O delegado de Polícia Civil de Aurora e Barro, Paulo Hernesto, aproveita para lembrar o número do WhatsApp (98101-2001), a fim de receber denúncias sobre crimes com garantia de sigilo quanto ao informante.

Reportagem de Demontier Tenório/Agência Miséria

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

buttons=(Accept !) days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !