PIX empresas: Confira taxas do Bradesco, Santander, Itaú e BB de até R$ 10 por transação

Foto: Divulgação

Valor da cobrança pode variar de um banco para outro, sendo que a taxa pode passar de R$ 150 por operação realizada em determinadas instituições.

O Pix é um sistema que permite pagamentos e transferências instantâneas e embora seja gratuito para pessoas físicas, taxa de cobrança é permitida para contas de pessoas jurídicas. Por um período, bancos como Bradesco, Itaú, Banco do Brasil e Santander isentaram as empresas da taxa do Pix e agora estão começando a cobrar pelo serviço.

No entanto, a Caixa Econômica Federal e algumas fintechs, como o Nubank, ainda liberam a isenção das taxas para contas PJ. O valor da cobrança pode variar de um banco para outro, sendo que a taxa pode passar de R$ 150 por operação realizada pelo Pix em determinadas instituições, seja para receber ou transferir valores.

Cobrança de taxa do Pix pessoa jurídica

Veja abaixo qual é o valor das taxas para transferência e recebimento via Pix para contas jurídicas em quatro grandes bancos:

Bradesco

Tarifa de 1,4% do valor pago para transferências, podendo variar entre R$ 1,65 e R$ 9. Para recebimentos por QR Code, a taxa também é de 1,4% do valor da transação, mas neste caso, a tarifa mínima é de R$ 0,90 e a máxima, de R$ 145;

Santander

Tarifa de 1% do valor da transação, sendo que a taxa mínima é de R$ 0,50 e a máxima, de R$ 10. Para recebimentos com QR Code estático ou dinâmico, a tarifa é de R$ 6,54, e com QR Code via checkout, de 1,4% do valor da transação, com tarifa mínima de 0,95;

Banco do Brasil

Tarifa é de 0,99% do valor da transação, com taxa mínima de R$ 1 e máxima de R$ 10. Já para recebimentos, a tarifa é de 0,99% do valor pago, sendo que a tarifa máxima é de R$ 140.

Itaú

Tarifa é de 1,45% do valor da transação, variando entre R$ 1,75 e R$ 9,60. Para recebimentos com QR Code, a tarifa é de 1,45% do valor da transação, sendo que a tarifa mínima é de R$ 1 e a máxima, de R$ 150.

Vale destacar que conforme a resolução do Banco Central, a cobrança de tarifas para transações por meio do Pix é proibida para CNPJ de Empresários Individuais (EI) e Microempreendedores Individuais (MEI).

Tags

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

buttons=(Accept !) days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !