Right

items



Kirim

Dificuldade para receber o FGTS extraordinário? Veja principais problemas e como resolver

Legenda: Tem direito ao saque extraordinário todos os trabalhadores com saldo em contas do FGTS - (Foto: Idaicy Solano) - CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

Caixa liberou nesta quarta-feira (15) o último lote do calendário de depósitos

A Caixa liberou o último lote, para nascidos em dezembro do saque extraordinário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) nesta quarta-feira (15). Agora, todos os trabalhadores já podem retirar o valor de até R$ 1 mil até 15 de dezembro.

Apesar das liberações terem iniciado em abril, para nascidos em janeiro, usuários ainda relatam erros e atrasos no último pagamento.

"Alguém mais que nasceu em dezembro atrasou esse saque do FGTS? Era pra cair de manhã e até agora nada", escreveu um usuário no Twitter. "Nada também", respondeu outro, seguido de um terceiro beneficiário: "Até agora nada".

Em outra publicação, o trabalhador relata que o valor já teria saído do FGTS mas não havia caído na conta ainda. "Eu só queria receber meu FGTS, pq tão complicado Deus?", desabafou outro usuário.

Os problemas persistem mesmo para quem já deveria ter recebido em outras datas anteriores. "Oi @Caixa meu FGTS ainda não caiu na conta, estou esperando desde o dia 28", escreve um trabalhador citando a data marcada para a liberação de quem nasceu em setembro.

Tem direito ao saque extraordinário todos os trabalhadores com saldo em contas do FGTS, somando 42 milhões de beneficiários que podem acessar até R$ 30 bilhões.

MAS POR QUE TRABALHADORES ENFRENTAM DIFICULDADES PARA RESGATAR OS VALORES E COMO RESOLVER ESSAS SITUAÇÕES?

O crédito é realizado automaticamente na conta do Caixa Tem vinculada a cada trabalhador. Caso o valor não tenha caído, o beneficiário deve pedir a liberação dos recursos.

Isso acontece principalmente porque, a princípio, mesmo quem ainda não tivesse uma conta no Caixa Tem teria uma aberta de forma automática para o recebimento do benefício.

No entanto, há situações de dados incompletos que impedem a abertura da conta digital, obrigando o trabalhador a solicitar a liberação.

Para isso, basta o beneficiário entrar no aplicativo Meu FGTS, informando os dados solicitados, e acessar o menu Saque Extraordinário FGTS.

BLOQUEIO

Além disso, a Caixa alerta que o bloqueio dos valores pode ocorrer devido a quatro fatores principais:

  • Garantia de operações de crédito de antecipação do Saque Aniversário
  • Determinação judicial
  • Pedido de devolução de valor recolhido pelo empregador
  • Dados inconsistentes

Dessa forma, o banco ressalta que o saque não será disponibilizado se os recursos estiverem bloqueados na conta do FGTS.

CONSULTA

Os trabalhadores podem consultar se têm direito ao saque, quanto vão receber e o dia previsto para o crédito no site do FGTS, pelo aplicativo Meu FGTS e nas agências da Caixa.

Através do primeiro, é possível consultar se o trabalhador tem direito ao saque e a data do crédito.

Já nos dois últimos, além da consulta ao direito e a data prevista, é possível verificar o valor a ser creditado, informar que não quer receber os recursos e pedir o retorno do valor creditado para o FGTS.

QUAL O VALOR DO SAQUE?

O valor liberado pelo Governo é de até R$ 1 mil. Caso o titular possua mais de uma conta do FGTS, o saque é feito primeiro nas contas relativas a contratos de trabalho extintos e, em seguida, as demandas contas vinculadas. 

COMO MOVIMENTAR O SALDO?

Aqueles que solicitaram a liberação e foram atendidos poderão movimentar o saldo através da Conta Poupança Social Digital. O valor estará disponível para pagamentos usando o cartão de débito virtual ou com o QR code, por meio do Caixa Tem. 

O saldo também pode ser transferido para outras contas bancárias, além de poder realizar transações por meio do Pix ou sacar nos terminais de autoatendimento.

TRABALHADOR É OBRIGADO A SACAR?

Não. Nessas liberações, o saque é facultativo. O trabalhador poderá indicar que não deseja receber o saque para que o valor não seja debitado. Nesse caso, ele deverá acessar o aplicativo FGTS ou se dirigir a uma das agências do branco para informar. 

Contudo, é possível desfazer a operação até o dia 10 de novembro de 2022. Caso o crédito tenha sido feito na Poupança Social Digital do trabalhar e a conta não seja movimentada até 15 de dezembro deste ano, os valores serão retornados às contas do FGTS. 

Fonte: Diário do Nordeste

0/Post a Comment/Comments

Nos Stories

Cabeçalho dentro post 01

Cabeçalho dentro post 02