Filho que mantinha mãe presa em Lavras, a perfurou com tesoura e mais violência doméstica em Caririaçu e Barbalha

0
Primeiro caso de violência doméstica em lavras foi na Rua Sérgio Francisco Bezerra no Distrito de Amaniutuba (Foto: Reprodução)

Três casos de crimes contra a Lei Maria da Penha foram registrados só no sábado na região do Cariri, sendo dois em Lavras da Mangabeira e outros dois em Caririaçu e Barbalha. Por volta das 08h30min, na Rua Sérgio Francisco Bezerra (Distrito de Amaniutuba), a polícia soube que o jovem Marcos André dos Santos Barbosa, de 22 anos, mantinha a mãe em cárcere privado e, na manhã de sábado, ainda lesionou a mesma com perfuração no peito direito se utilizando de uma tesoura.

Quando a polícia chegou ao imóvel, ela já tinha sido socorrida ao Hospital São Vicente Férrer de Lavras da Mangabeira. Além da perfuração, apresentava manchas roxas nas laterais das coxas. A patrulha da PM esteve, inicialmente, no hospital se inteirando em relação ao caso. Logo depois, partiu na direção do Distrito de Amaniutuba quando prendeu Marcos André o qual foi levado à Delegacia de Polícia Civil negando o crime.

Ainda em Lavras da Mangabeira, na noite de sábado, porém na Rua Padre Luiz Antônio (Distrito de Mangabeira), houve briga entre casal no Bar do Cícero Torres quando o homem saiu lesionado no rosto pela ex-companheira. Testemunhas disseram à polícia que Francisco Claiton de Souza Duarte, de 42 anos, passou a agredir sua ex a qual arremessou uma garrafa atingindo-o no rosto. Após ele ser medicado, terminou levado à delegacia com a ex-companheira.

Antes, pela madrugada, mas na Vila Maria Correia no Sítio Lagoa na zona rural de Barbalha, Rafaela Felipe dos Santos, de 22 anos, foi agredida pelo ex-companheiro Daniel Amaro dos Santos, de 31 anos, residente naquela localidade. O mesmo descumpriu medida protetiva judicial e terminou preso por uma equipe da Força Tática com os Cabos Morais e Carlos e o Soldado Almeida. Ele foi apresentado ao delegado plantonista na Regional de Juazeiro.

Já às 18h30min deu entrada no hospital de Caririaçu um casal lesionado quando patrulha da PM foi lá. Josefa Alexandre Feitosa, de 41 anos, disse que estava em casa no bairro Nossa Senhora do Carmo naquele município, quando o seu companheiro José Wilson Barbosa das Chagas, de 31 anos, residente na Rua Januário Borges (Bairro Pernambuquinho), chegou agredindo-a a socos e pontapés. Além disso, arrastou a mesma pelos cabelos e puxou para fora de casa ameaçando matar.

Ela conseguiu se desvencilhar dele e apanhou uma pedra de paralelepípedo arremessando na cabeça do companheiro, sendo ambos socorrido ao hospital. Após ser medicada, a mulher foi liberada e trazida à Delegacia de Juazeiro. Já o esposo terminou transferido ao Hospital Santo Antonio de Barbalha. Após ser liberado, foi igualmente levado à Delegacia e vai responder por crimes de lesão corporal, injúria e ameaça.

Reportagem de Demontier Tenório/Agência Miséria

Postar um comentário

0Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

Please Select Embedded Mode To show the Comment System.*

#buttons=(Aceitar !) #days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !