Dinheiro esquecido: maioria dos brasileiros só terão até R$ 10 a receber, diz Banco Central

0
Legenda: O segundo lote começou a ser liberado nesta segunda-feira (14) - Foto: Shutterstock

Valores de até R$ 1 representaram 42,8% das liberações para pessoas físicas. Já os montantes de até R$ 10 concentram 69,7% do total

Nesta segunda-feira (14), o Banco Central divulgou dados sobre o Programa Valores a Receber, iniciativa em que os cidadãos podem sacar quantias esquecidas em bancos. Segundo o órgão, das 32,4 milhões de contas de pessoas físicas com valores a receber, 13,8 milhões terão até R$ 1.

Nas faixas mais altas, houve 36 mil liberações de valores entre R$ 10.000,01 e R$ 100 mil (apenas 0,11% dos casos). Além disso, há 1.318  brasileiros que têm mais de R$ 100 mil para recuperar no sistema.

Os valores de até R$ 1 representaram 42,8% das liberações para pessoas físicas, enquanto os montantes de até R$ 10 concentram 69,7% do total.

Conforme o BC, os recursos podem ter sido esquecidos em contas-correntes ou poupança encerradas com saldo disponível; tarifas e parcelas ou obrigações relativas a operações de crédito cobradas indevidamente, desde que a devolução esteja prevista em Termo de Compromisso assinado pelo banco com o Banco Central; cotas de capital e rateio de sobras líquidas de beneficiários e participantes de cooperativas de crédito; e recursos não procurados relativos a grupos de consórcio encerrados.

Quem pode sacar?

O segundo lote começou a ser liberado nesta segunda-feira (14). Pessoas nascidas entre 1968 e 1983 ou empresas abertas nesse período poderão pedir o saque de recursos esquecidos nos bancos, segundo o BC. O processo deve ser feito no site Valores a Receber, criado pelo Banco Central para a consulta e o agendamento da retirada de saldos residuais.

O programa estará disponível até sexta-feira (18). Quem perder o prazo ou o horário poderá fazer uma repescagem no sábado (19), das 4h à meia-noite. O usuário que perder a repescagem só poderá retornar a partir de 28 de março.

A instituição financeira terá até 12 dias úteis para fazer a transferência após o pedido de saque.

Como agendar?

De acordo com a Agência Brasil, para agendar o saque, o usuário deverá ter conta nível prata ou ouro no Portal Gov.br. O login tem três níveis de segurança: bronze, para serviços menos sensíveis; prata, que permite o acesso a muitos serviços digitais; e ouro, que permite o acesso a todos os serviços digitais.

Fonte: Diário do Nordeste

Postar um comentário

0Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

Please Select Embedded Mode To show the Comment System.*

#buttons=(Aceitar !) #days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !