Tremor de terra atinge cidades da região Norte do Ceará e assusta moradores

0
Tremor de terra amplia rachadura em residência em Tianguá, no interior do Ceará — Foto: Arquivo pessoal

Moradores de Tianguá e Frecheirinha relataram que a terra tremeu por volta das 12h20 desta terça-feira (7).

Um tremor de terra de magnitude 2,7 assustou moradores das cidades de Tianguá e Frecheirinha, na região Norte do Ceará, na tarde desta terça-feira (7). Relatos de moradores enviados ao g1 citam um "forte estrondo" que durou cerca de cinco segundos. Uma pessoa de Tianguá teve ranhuras na casa.

"A gente estava sentado na sala e de repente sentiu um forte barulho no chão e começaram a vibrar as coisas, as portas, a casa. Pensei que era só na minha casa, mas os outros moradores sentiram o mesmo impacto também e começaram a sair das casas. Foi muito rápido, uma coisa de segundos", afirma Raimundo Nonato, da cidade de Frecheirinha.

Ela afirma que o abalo aumentou uma rachadura que havia na casa onde ele mora.

Tremor de terra foi confirmado em estação de monitoramento de atividades sismológicas em Morrinhos, no interior do Ceará — Foto: UFRN/Reprodução

"Foi um barulho parecido com uma bomba, mas não era [uma bomba]", afirma Maria Angélica de Sousa Oliveira, residente da zona rural de Tianguá.

Alcilene Moita, também de Tianguá, afirma que o abalo sísmico "chacoalhou" o telhado da residência dela. Horas do tremor, Tianguá sofreu também uma forte chuva que alagou ruas e casas e arrastou carros.

Epicentro e magnitude

O tremor de terra foi confirmado pelo Laboratório Sismológico da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, que monitora esses fenômenos também no território cearense.

"Ele [o tremor] foi calculado entre Viçosa do Ceará e Tianguá. Essa magnitude para a região é bem sentida. É média [a intensidade do tremor], não chega a ser alta. Na região de Sobral já chegou a haver tremor de magnitude 4", afirmou Eduardo Menezes, técnico do laboratório de sismologia da UFRN.

Os tremores ocorrem no Ceará devido a fossas subterrâneas constantemente em atividade sismológica. As fossas são ligadas ao encontro das placas tectônicas no Oceano Atlântico, entre a América do Sul e o continente africano.

O mais forte tremor registrado na região ocorreu em Sobral, em 2009, e atingiu a magnitude 4,3. O abalo causou rachaduras em estruturas de concreto e derrubou móveis em residências e comércios. O tremor atingiu uma área de 200 quilômetros de raio e chegou a afetar cidades do litoral cearense, como Fortaleza.

Por g1 CE

Tags

Postar um comentário

0 Comentários
* Não faça spam aqui. Todos os comentários são revisados pelo administrador.

Selecione o modo incorporado para mostrar o sistema de comentários!*

buttons=(Aceitar !) days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !
To Top