Ceará reduziu em 73,3% o número de mortes por Covid-19 em duas semanas

Redução de óbitos e casos de Covid-19 é resultado da vacinação, apontam especialistas (Foto: Aurelio Alves/O POVO)

Redução se refere ao período entre 24 de outubro e 6 de novembro em relação à quinzena anterior. Balanço é de boletim publicado pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesa) publicado nesta sexta-feira, 12

No Ceará 1.027 novos casos e oito óbitos foram registrados nas Semanas Epidemiológicas 43/44 (entre 24 de outubro e 6 de novembro). Números correspondem a uma redução de 15,5% nos diagnósticos positivos e 73,3% nas mortes com relação à quinzena anterior, entre 10 de outubro e 23 de novembro (SE 41/42).

As informações são do último boletim epidemiológico quinzenal publicado pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesa) nesta sexta-feira, 12. Segundo o balanço, nas Semanas Epidemiológicas 43/44, a positividade dos exames de RT-PCR foi de 33,5%. Taxa representa uma redução se comparada com as SE 41/42, quando a positividade foi de 33,9%. 

Em 2021, a maioria dos óbitos por Covid-19 no Ceará foi de pessoas com mais de 60 anos (66%) e do sexo masculino (54,8%). Em 68,2% das mortes, as vítimas apresentavam doenças crônicas pré-existentes; 15 (0,1%) eram gestantes e 18 (0,1%) puérperas. 

Na segunda onda, a primeira quinzena de abril deste ano registrou aumento de casos mantendo um platô até ao final do mês de maio, quando houve uma pequena redução na média móvel. "A partir do mês de junho, observa-se uma redução e estabilidade no número de casos confirmados", aponta o boletim.

Em 2021, até 6 de novembro, ocorreram, em média, 45,2 óbitos (mínimo 0 e máximo 155) por Covid-19 por dia.

Média diária de mortes por mês:

  • Janeiro: 18,5
  • Fevereiro: 39,4 
  • Março: 111
  • Abril: 127,4
  • Maio: 84,5
  • Junho: 43,7
  • Julho: 15,3
  • Agosto: 5,2
  • Setembro: 3,1
  • Outubro: 1,9

Áreas descentralizadas 

Com relação às 22 Áreas Descentralizadas de Saúde do Estado entre as SE 40/41 e 42/43 a distribuição foi a seguinte: oito apresentaram redução de casos, quatro não tiveram variação e dez registraram aumento de casos. Maior registro foi na ADS de Cascavel: aumento de 414,3%, 14 para 72 casos. Em seguida, a ADS de Camocim, que teve incremento de 300%, de um para quatro confirmações.

Considerando os óbitos, dez tiveram redução, em duas não houve variação e em duas foi registrado aumento. Maior aumento foi na ADS de Juazeiro do Norte (200%), que saiu de um para três óbitos na quinzena seguinte. 

Autor Ana Rute Ramires/O Povo Online

Tags

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

buttons=(Accept !) days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !