Morre mais um dos assaltantes de Crato que veio promover “arrastão” em Juazeiro

Crimes aconteceram na Rua José Marrocos perto da Secretaria de Saúde no bairro Santa Tereza (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Ela tinha sido baleado às duas horas da madrugada da última quinta-feira (16) e morreu às 07h30min desta terça-feira no Hospital São Raimundo.

O adolescente Felipe Gonçalves da Silva, de 16 anos, que residia na Rua Joaquim Pinheiro Monteiro (Bairro Zacarias Gonçalves) em Crato, morreu às 07h30min desta terça-feira no Hospital São Raimundo daquele município. Ela tinha sido baleado às duas horas da madrugada da última quinta-feira (16) na Rua José Marrocos em frente à Secretaria de Saúde de Juazeiro no bairro Santa Tereza.

Naquele dia, o seu comparsa Renan Oliveira Nascimento, de 18 anos, que residia no Sítio Currais no Baixio Palmeiras em Crato, já tinha morrido por ocasião de tiroteio e outros dois fugiram. Renan tombou sem vida sobre sua moto Honda Titan de cor vermelha após ser alvejado com um tiro nas costas. Já Felipe saiu baleado num dos braços e conseguiu seguir adiante na sua moto quando buscou atendimento no Hospital São Raimundo, onde esteve sob escolta da polícia.

Outros dois integrantes do quarteto abandonaram o local, mas foram presos por policiais civis nas imediações onde tudo aconteceu. O adolescente de iniciais J. J de S. S., de 17, reside no bairro Seminário, e Larissa da Silva Gomes, de 22 anos, mora na Rua Tenente Antonio João também em Crato. O casal foi responsável por esclarecer os fatos a partir da informação que os quatro vieram de Crato em três motos na noite de quarta-feira para a prática de um arrastão assaltando pessoas em Juazeiro.

Com um deles, os PMs encontraram um celular roubado e ainda recuperaram outros objetos tomados de assalto na ação do quarteto que começou numa lanchonete no bairro Lagoa Seca e se estendeu por vias públicas e outros estabelecimentos, incluindo a área central de Juazeiro. Com a morte de Felipe, chega a seis o número de homicídios neste mês de setembro em Juazeiro e um total de 70 no decorrer do ano.

Reportagem de Demontier Tenório/Agência Miséria

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

buttons=(Accept !) days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !