Duas regiões de saúde do Estado estão com ocupação de leitos de UTI acima de 95%

Legenda: A taxa de ocupação dos leitos de UTI, no Ceará, é de 90,25%, segundo a Sesa - Foto: Ascom

Para especialistas, o alto índice é considerado um termômetro da pandemia.

Apesar de a curva de transmissão da Covid-19 apresentar tendência de desaceleração em parte do Ceará, a ocupação dos leitos exclusivos para o atendimento aos pacientes infectados pelo vírus continua sendo um fator preocupante.

As regiões de Sobral e Sertão Central têm ocupação de UTIs acima dos 95%. A taxa média de todo o Estado é de 90,25%. Os dados foram extraídos às 11 horas do IntegraSus, plataforma oficial da Secretaria da Saúde (Sesa) do Ceará. 

Sertão Central é a região com cenário mais delicado. Dos 76 leitos de UTI, 74 estão ocupados, o que confere taxa de ocupação de 97,36%. Quando observado os leitos de enfermaria, o cenário é mais confortável. São 195 vagas dentre as quais 147 estão preenchidas (75,38%).

A região de Sobral surge logo atrás, com 96,76% dos 134 leitos de UTI ocupados. Assim como no Sertão Central, também só restam duas vagas disponíveis. Já a ocupação da enfermaria na região é de 72,27%.

Cariri é terceira região com maior taxa de ocupação. Dos 83 leitos de UTI, 80 estão ocupados (93,46%). A taxa de ocupação para leitos de enfermaria é de 60,14% - a menor dentre todas as regiões do Estado.

A região de Saúde de Fortaleza, que aglutina 43 cidades e a Capital cearense, é a única cuja taxa de ocupação está abaixo dos 90%. Atualmente, para os leitos de UTI, a taxa é de 87,61% e de enfermaria é de 70,65%. 

Taxa de ocupação: 

  • Ceará (média geral): 90,25% UTI / 68,53% Enfermaria
  • Região de Fortaleza: 87,61% UTI / 70,65% Enfermaria
  • Região do Cariri: 93,46% UTI / 60,14% Enfermaria
  • Região de Sobral: 96,76% UTI / 72,27% Enfermaria
  • Região Sertão Central: 97,36% UTI / 75,38% Enfermaria

FILA DE ESPERA

Diante da ainda alta demanda por leitos, sobretudo os de UTI, a fila de espera por vagas no Ceará  apresentou leve queda nas últimas semanas. Conforme o IntegraSus, 206 pacientes aguardam por vagas de UTI e 139 pessoas esperam leitos de enfermaria.

Nas últimas 24 horas, foram 78 nova solicitações por leitos de UTI em todo o Estado. O número é exatamente igual à média de solicitações diárias registradas neste ano de 2021. O dia com maior solicitação (158) foi em 15 de março e, o com menor pedido de transferência para UTI (9), foi em 10 de janeiro.

Já a média de solicitações diárias para leitos de enfermaria está em 123,1. De ontem, dia 14, para hoje (15), foram 120 novos pedidos, ou seja, levemente abaixo da média. O dia com maior número de solicitação (289) neste ano foi em 13 de abril e, o com o menor (24) foi no dia 1º de janeiro. 

Escrito por André Costa/Diário do Nordeste

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

buttons=(Accept !) days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !