Operação Mãos Limpas do MPCE apura fraudes na compra de álcool em gel na cidade de Granjeiro

Legenda: Município teria adquirido três mil litros de álcool em gel no ano passado - Foto: Marcello Casal Junior/Agência Brasil

Entre as irregularidades investigadas, órgão aponta superfaturamento na aquisição de três mil litros do produto higienizante

O Ministério Público do Ceará (MPCE) deflagrou, na manhã desta quinta-feira (22), a Operação Mãos Limpas, que investiga supostas fraudes na compra de álcool em gel pela Prefeitura de Granjeiro. Um empresário e um agente público foram alvos de mandados de busca e apreensão nos municípios de Fortaleza e Juazeiro do Norte.

Segundo a Promotoria de Justiça de Granjeiro e do Grupo Especial de Combate à Corrupção (Gecoc), a Polícia Civil cumpriu os mandados na empresa e nas residências dos suspeitos, que não tiveram as identidades reveladas.

O órgão apura a suspeita de fraudes em processos de dispensa licitatória e de superfaturamento na compra de 3 mil litros de álcool em gel. O material de higienização foi adquirido pela gestão municipal de Granjeiro em 2020.

Há indícios ainda de que a contratação teria sido direcionada de forma ilícita para uma empresa da Capital. Entre a conduta irregular, estão a montagem fraudulenta do processo, dispensa e falsidade nos atestados de recebimento dos produtos.

Na avaliação do promotor de Justiça Rafael Couto, as suspeitas tratam-se de "sérios indícios de ilícitos contra os cofres públicos municipais". 

A reportagem do Diário do Nordeste solicitou nota ao Gabinete do Prefeito Chico Clementino, através do e-mail disponibilizado no site da gestão. Esta matéria será atualizada mediante retorno. 

Fonte: Diário do Nordeste

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

buttons=(Accept !) days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !