Entenda como a campanha de vacinação contra a gripe está ocorrendo em Juazeiro, Crato e Barbalha

Legenda: O público-alvo desta etapa é composto por crianças de seis meses a seis anos, gestantes, puérperas e trabalhadores da área da saúde - Foto: Antonio Rodrigues

As cidades do Crajubar descentralizaram locais de imunização para evitar aglomerações, mas cada uma montou uma estratégia própria de imunização

A primeira fase da campanha nacional de vacinação contra a gripe começou nas principais cidades da região do Cariri, Barbalha, Crato e Juazeiro do Norte, na última terça-feira (13). Cada uma das cidades montou uma estratégia própria de imunização.

Ao todo, as doses enviadas aos três municípios atendem 28% do público-alvo desta etapa, composto por crianças (de seis meses a seis anos), gestantes, puérperas e trabalhadores da área da saúde.  

A vacina que está sendo aplicada atua contra a H1N1, H3N2 e o vírus influenza B. O Ministério da Saúde recomenda que pessoas com sintomas de síndrome gripal evitem receber, neste momento, a imunização, devendo aguardar o período de 30 dias desde o início dos sintomas.  

JUAZEIRO DO NORTE

Juazeiro do Norte, maior município do interior do Estado, recebeu 10 mil doses, que foram distribuídas para as unidades de saúde. Gestantes e puérperas devem se dirigir aos postos, enquanto as crianças poderão ser imunizadas no Centro de Dermatologia, que funciona das 7h às 17h.  

Já os trabalhadores da saúde no serviço público tomarão a vacina nos seus locais de trabalho, enquanto os profissionais que atuam no setor privado devem se dirigir ao Cariri Garden Shopping, das 14h às 18h, de segunda a sexta-feira, onde a Secretaria de Saúde do Município montou um ponto de imunização com suas equipes.  

A coordenadora de Imunização de Juazeiro do Norte, Aline Alencar, reforça que os profissionais da saúde que tomaram a vacina contra a Covid-19 esperem um intervalo de 14 dias para receber a imunização contra a gripe.

Sobre a pandemia da Covid-19, Aline reforça que é importante a população seguir as orientações de cada posto de saúde. “Com isso, evitar procurar a unidade no dia que tenha outros serviços e causar aglomeração. Além disso, manter o distanciamento social e só sair usando máscara”, completa. A meta, no total, em Juazeiro do Norte, é vacinar 99 mil pessoas. 

CRATO

Crato recebeu 4.640 doses. Lá, a imunização ocorre de forma descentralizada, nas Unidades Básicas de Saúde. Além de crianças, gestantes, puérperas e trabalhadores da saúde, a imunização atende a população indígena cratense.

Legenda: Ao todo, as doses enviadas aos três municípios atendem 28% do público-alvo desta etapa - Foto: Antonio Rodrigues

A coordenadora de Imunização do Crato, Danielle Norões, explica que após a distribuição das doses junto aos postos, cada unidade ficou responsável por organizar a vacina, evitando aglomeração. “Poderá ser por ordem alfabética, endereço. Vai por conta de cada equipe”, detalha.

Dos profissionais de saúde, a prioridade será daqueles que não receberam vacina contra a covid-19. “Vão receber tanto no local de trabalho ou buscar as unidades. As unidades de saúde poderão enviar listas e vamos dispensando, conforme vacinamos”, completa.  

BARBALHA

Já em Barbalha foram entregues 2.600 doses. Antes de iniciar a imunização, cada unidade fez um levantamento da população alvo.  

Serão priorizados os profissionais de Unidades Básicas de Saúde (UBSs), puérperas, gestantes que estiverem no terceiro trimestre e crianças das mais velhas para as mais jovens, iniciando pelas que tem cinco anos de idade.

“Estamos dando prioridade as crianças de cinco anos, porque ao completar seis, já não vacinam. De acordo que formos recebendo mais vacina vamos disponibilizando para as demais gestantes e crianças”, explica Iara Sales, coordenadora da Vigiância em Saúde.  

Não haverá um “Dia D” da vacina. A imunização ocorrerá durante a semana, fazendo um chamamento da população por meio dos agentes de saúde, distribuindo por horários para não aglomerar. Já os profissionais de saúde, receberão em cada unidade.

“Uma medida para que cada um tome a vacina sem tumultuar as unidades. Nas UBSs, só vem quem é convocado. Não ficam livre para vir quando quiser. Separamos por horário e cada agente avisa”, finaliza Iara.  

Escrito por Antônio Rodrigues/Diário do Nordeste

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

buttons=(Accept !) days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !