Right

items



Kirim

Indústria calçadista cearense gerou 1,8 mil empregos no 1º quadrimestre

Foto: Reprodução

As fábricas cearenses fecharam o período com 63,3 mil pessoas empregadas diretamente no setor, 9% mais do que no mesmo período de 2021

A indústria calçadista cearense gerou 1,8 mil empregos no 1º quadrimestre de 2022. É o que revela levantamento da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) com base nas informações oficiais do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

As fábricas cearenses fecharam o período com 63,3 mil pessoas empregadas diretamente no setor, 9% mais do que no mesmo período de 2021.

Quem lidera o ranking nacional é o Rio Grande do Sul, correspondendo por quase 30% dos empregos gerados no País. Ao todo, as indústrias calçadistas gaúchas produziram 6,3 postos entre janeiro e abril. Somam 82,16 mil pessoas empregadas na atividade.

“Uma em cada cinco vagas de trabalho criadas pela Indústria de Transformação no Brasil veio do setor de calçados. Estamos experimentando uma recuperação importante, especialmente diante do aumento da demanda internacional”, avalia o O presidente-executivo da Abicalçados, Haroldo Ferreira.

Ele acrescenta que, entre janeiro e abril, foram embarcados ao exterior mais de 53,7 milhões de pares, 32,6% mais do que no mesmo período do ano passado.

Fonte: Equipe Focus

0/Post a Comment/Comments

Nos Stories

Cabeçalho dentro post 01

Cabeçalho dentro post 02