Right

items



Kirim

Barbalha, comemora Dia de Santo Antônio, padroeiro da cidade

Missa na Igreja matriz de Santo Antônio — Foto: Divulgação

Missa solene foi presidida pelo bispo Dom Magnus Henrique Lopes.

Em Barbalha, no interior cearense, desde o início da manhã desta segunda-feira (13), centenas de fiéis visitam a igreja matriz de Santo Antônio para homenagear o padroeiro da cidade. A missa solene foi presidida pelo bispo Dom Magnus Henrique Lopes às 9 h. Pela primeira vez celebrando na paróquia, o bispo falou sobre a importância das homenagens a Santo Antônio.

“É uma festa que tem uma marca tanto cultural como de fé, vir celebrar pela primeira vez é muito mais que mergulhar nas bandeirinhas, nas cores, na cultura que é muito importante, mas olhar para santo Antônio, o homem que vivia a palavra de Deus. Santo Antônio conseguiu chegar no coração dos mais simples. Esta festa é uma herança cultural, a cultura é para ser celebrada e vivida, desde que seja a cultura da vida e não da violência”

Celebração começou pela manhã — Foto: Divulgação

A festa de Santo Antônio de Barbalha iniciou no dia 30 de maio e encerra-se nesta segunda-feira (13). Dos festejos religiosos, a missa do padroeiro é um dos momentos mais marcantes, com a tradicional bênção dos pães, em referência ao milagre dos pães que teria sido realizado pelo santo.

À tarde, a partir das 15 horas inicia-se o cortejo com todas as imagens do padroeiro, saindo das imediações da igreja do Rosário até a igreja matriz.

Durante a noite, na estátua de Santo Antônio, no bairro Alto da Alegria, fiéis poderão acompanhar um show com o Padre Monteiro e uma pregação com o padre Airton.

  • Casamento Coletivo

Ainda dentro da programação da festa de Santo Antônio, o casamento coletivo das noivas de Santo Antônio foi realizado no final da tarde de domingo na igreja matriz da cidade. Quinze casais oficializaram a união. Após dois anos sem a cerimônia, a quarta edição do evento aconteceu com uma grande presença de público. Antes do casamento, as noivas participaram de um cortejo pelas ruas de Barbalha. Elas foram acompanhadas por grupos da cultura popular até a Igreja Matriz, onde o padre Cícero Leandro Cavalcante celebrou a cerimônia coletiva.

A recepção foi realizada nas imediações da igreja, onde 15 bolos foram personalizados para os casais. Eles foram preparados com ingredientes típicos da região do Cariri, como óleo de coco babaçu, goma de mandioca, mel de engenho, cachaça e banana. E foram distribuídos ao público.

Para participar do evento os noivos precisaram atender a diversos critérios, como estar em boas condições de saúde, carência de meios financeiros e um dos noivos residir em Barbalha.

O casamento coletivo foi realizado pela primeira vez em 2016 e só deixou de ser realizado durante a pandemia da covid-19 em 2020 e 2021.

Por Claudiana Mourato/g1 CE

0/Post a Comment/Comments

Nos Stories

Cabeçalho dentro post 01

Cabeçalho dentro post 02