Detento do RJ exigiu dinheiro de empresário no Ceará para não explodir colégio; ouça áudios

0
Legenda: No presídio, foram apreendidos vários aparelhos celulares, acessórios dos celulares, uma pequena quantidade de drogas e duas facas  - Foto: Divulgação/ PC-CE

Polícia Civil do Ceará cumpriu mandados judiciais em uma unidade penitenciária carioca, na última quarta (4), para combater extorsões cometidas contra vítimas do Ceará e de outros estados do País

Um homem detido no Rio de Janeiro, ligado a uma organização criminosa, telefonou para um empresário no Ceará para exigir um pagamento em dinheiro para que um colégio não fosse fechado ou explodido. A Polícia Civil do Ceará (PC-CE) cumpriu mandados judiciais em uma unidade penitenciária carioca, na última quarta-feira (4), para combater extorsões cometidas contra vítimas do Ceará e de outros estados do País.

Em áudios obtidos pelo Diário do Nordeste, o criminoso pede dinheiro ao responsável pela escola para poder soltar "irmãos" que mataram suspeitos de roubar o estabelecimento de educação no Ceará, por indicação do "Conselho", e avisa que a pessoa que não colaborar "vai ter problema".

"É o que eu tô falando pro senhor. Quem não colaborar tá tendo problema. Tá fechando colégio, tá tacando fogo, tá explodindo. Porque esse dinheiro é pra estar soltando nossa rapaziada."

A extorsão também é direcionada a comerciantes cearenses. Em outro áudio, o suspeito se identifica como "traficante" e afirma ainda que "o Conselho determinou que todo mundo tem que colaborar com 2 mil (reais)". "Posso quebrar uma árvore para você. Abaixo desse valor, como você pode ajudar nós do Conselho?", pondera.

  • Ouça os áudios:

Polícia apreendeu celulares em presídio

Dois mandados de busca e apreensão e um de prisão preventiva foram cumpridos em uma unidade prisional localizada em Japeri, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. No presídio, foram apreendidos vários aparelhos celulares, acessórios dos celulares, uma pequena quantidade de drogas e duas facas.

Os investigadores cearense tomaram conhecimento de que as vítimas, grande parte da Região Norte do Ceará, e, especificamente, comerciantes, recebiam ligações dos suspeitos, onde eram ameaçadas e coagidas a transferir valores estabelecidos pelos indivíduos, para as contas de outras pessoas que, com base nas investigações, pertencem ao mesmo grupo criminoso."

POLÍCIA CIVIL DO CEARÁ

Em divulgação

Os investigadores também solicitaram ao Poder Judiciário o sequestro de valores das contas que eram utilizadas pelos criminosos. Apurações apontam ainda que os suspeitos, em apenas 15 dias, conseguiram captar aproximadamente R$ 50 mil.

Conforme as investigações, o grupo criminoso também fez vítimas no Rio Grande do Norte, na Bahia e no Acre. A apuração foi conduzida pelo Núcleo de Combate ao Crime Organizado, da Delegacia Regional de Sobral, da PC-CE, com apoio da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro (PCERJ) e da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária do Rio de Janeiro (SEAP-RJ).

A PC-CE ressaltou que a população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As informações podem ser direcionadas para o ‪‪(88) 3677-4711, o número de WhatsApp da Delegacia Regional de Sobral, pelo qual podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia.

As denúncias podem ser encaminhadas ainda para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp. O sigilo e o anonimato são garantidos.

Escrito por Messias Borges/Diário do Nordeste

Postar um comentário

0Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

Please Select Embedded Mode To show the Comment System.*

#buttons=(Aceitar !) #days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !