Right

items



Kirim

Custos para uso da Arena Romeirão tem incomodado times do Cariri

Foto: George Wilson

Icasa teve despesas na casa dos R$ 60 mil reais a cada partida realizada na praça esportiva e Cariri teve prejuízo de R$ 20 mil em duelo válido pela Série B Cearense

Ocusto para jogar na Arena Romeirão tem sido contestado pelos clubes de Juazeiro do Norte. O Icasa, que manda jogos pela Série D na praça esportiva, tem tido despesas na casa dos 60 mil reais a cada partida, enquanto o Guarani de Juazeiro tem preferido jogar no Inaldão, em Barbalha.

Em entrevista à CBN Cariri, nesta sexta-feira, o diretor de futebol do Icasa, Fabiano Rodrigues comentou sobre o assunto. “O custo é muito alto. Quando o público é superior a 2.500 pessoas, o aluguel pula de R$ 5 mil para 13% da renda; e são várias despesas. O Icasa paga desde uma grade para separar os setores, até sabonete líquido que é colocado no banheiro”, disse.

A Secretaria de Esporte e Juventude do Estado do Ceará (Sejuv), responsável pela administração da Arena Romeirão, confirmou a política de aluguel do campo, mas informou que são a partir de 2.575 pessoas que a cobrança passa a ser em cima da renda (13%).

Sobre as demais despesas, a Sejuv disse que ficam na responsabilidade dos clubes (custeio): segurança, brigadistas, quadro móvel, pessoal de limpeza, locutor, bilheteria, ambulância e lanches para o pessoal da operação.

Quanto ao estacionamento, o clube mandante é o responsável pela administração e fica com 77% do arrecadado. O Estado retém 23% para os custos com a Arena.

Foi informado pela secretaria ainda que “A determinação das obrigações de cada agente nas partidas foram firmadas no Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), que definiu as obrigações dos envolvidos nas partidas, e pactuado com o Ministério Público e o representante dos clubes”.

O Icasa conseguiu arrecadar R$ 60 mil em três jogos realizados na Arena (somando as receitas), o que a diretoria considera pouco diante das rendas brutas que obteve (R$ 255 mil, somadas).

O Esportes O POVO procurou o presidente em exercício do Guarani de Juazeiro, Robério Arrais, que confirmou que o Leão do Mercado não manda jogos na nova praça esportiva por causa dos custos, mas não fez comentários sobre o assunto.

Na Série B Cearense, o Cariri Football Club mandou um jogo na Arena Romeirão e teve prejuízo de R$ 20 mil. O Esportes O POVO procurou o presidente da equipe, Rosemberg Freitas, mas as mensagens não foram respondidas.

Autor Brenno Rebouças/O Povo Online

0/Post a Comment/Comments

Nos Stories

Cabeçalho dentro post 01

Cabeçalho dentro post 02