Morto a tiros em Juazeiro jovem que tinha matado mulher no Tiradentes

0
Diego era indiciado pela morte de Cícera Amaroto em maio de 2020 no bairro Tiradentes em Juazeiro (Foto: Reprodução/redes sociais)

O crime foi praticado por dois homens que fugiram num carro características não identificadas e não localizados pela patrulha da PM.

Exatamente uma semana depois e um novo homicídio foi registrado em Juazeiro do Norte. Por volta das 21 horas deste domingo o ajudante de borracheiro Diego Brito de Sousa, de 25 anos, foi morto a tiros no rosto na porta de sua casa na Rua João Pereira de Carvalho (Campo Alegre). O crime foi praticado por dois homens que fugiram num carro de características desconhecidas e não localizados pela patrulha da PM com o Tenente Denis, os Sargentos G. Souza e Siqueira e o Soldado J. Oliveira.

A vítima respondia por um crime de feminicídio registrado na manhã do dia 28 de maio de 2020 quando Cícera Amaroto da Silva Velozo, de 38 anos, a “Márcia” que residia na Rua do Ancião (Tiradentes), foi morta a tiros dentro de um carro de aluguel por aplicativo quando chegava em casa. O outro indiciado nesse procedimento é o ex-companheiro dela Alberlan Rocha Silva, o “Negão da Bros”, que responde vários procedimentos e chegou a ser preso negando envolvimento.

Este foi o primeiro homicídio do mês de abril em Juazeiro e o 32º do ano. O último tinha acontecido no dia 27 de março quando Filipe Antonio de Figueiredo, de 24 anos, o “Gugu” que residia na Rua Francisco Alves Neto (Pedrinhas), foi morto a tiros na Rua Francisca Galvão Pereira da localidade denominada Vila Nova naquele bairro. Este figurava em procedimento como testemunha de homicídio em Juazeiro.

Reportagem de Demontier Tenório/Agência Miséria

Postar um comentário

0Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

Please Select Embedded Mode To show the Comment System.*

#buttons=(Aceitar !) #days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !