Casa invadida em Juazeiro do Norte e jovem morto a tiros esta noite

0
Warlen tinha várias passagens pela polícia desde sua menoridade (Foto: Reprodução)

Uma patrulha da PM com o Sargento Tarcísio e os Soldados Lucélio e J. Oliveira esteve no local, mas não obteve informações sobre autoria do crime.

Um jovem acusado de crimes foi morto a tiros na noite desta quarta-feira em Juazeiro. Por volta das 21 horas uma casa na Rua Joaquim Leandro de Souza perto do CRAS do bairro Pedrinhas foi invadida quando mataram Warlen Rufino dos Santos, de 25 anos, que residia na Rua Roberto Monte dos Santos (Aeroporto). Ele saiu há poucos dias da prisão e respondia por assaltos, ameaças, tráfico de drogas, furtos, porte de arma e receptação. Uma patrulha da PM com o Sargento Tarcísio e os Soldados Lucélio e J. Oliveira esteve no local, mas não obteve informações sobre autoria do crime.

No dia 28 de setembro de 2012 ele tinha apenas 16 anos quando deu entrada no Hospital Regional do Cariri após ser lesionado com uma facada no pescoço sem dizer motivos e nome do agressor. Já no dia 14 de janeiro de 2013 voltou a ser lesionado dessa vez com um tiro no pé. Na época, a polícia prendeu como acusados um menor apelidado por “Léo”, Josualdo Cícero dos Santos, de 29, e Cosmo Diego da Silva Correia, de 22 anos, o “Dieguinho”, este último assassinado em dezembro de 2016.

Enquanto isso, no dia 28 de outubro de 2013, na Rua São Bento (Franciscanos) ainda tinha 17 anos e estava com um facão ameaçando populares que passavam no local tendo roubado dois celulares junto com uma garota de 13 anos. No dia 25 de fevereiro de 2016, na Avenida Carlos Cruz (Franciscanos) estava numa bicicleta praticando assaltos com uma faca quando foi detido por populares e quase linchado no pátio da Igreja dos Franciscanos.

Já no dia 28 de junho de 2017 assaltou uma mulher de 42 anos no bairro Santa Tereza a qual morava no São Miguel. Ela foi abordada no cruzamento das ruas Raimundo Homem e Noemia Cruz Landim por Warlen a pé e armado com uma faca que tomou sua mochila com cartões, documentos, chaves e dinheiro, sendo preso perto do Shopping

No dia 16 de fevereiro de 2018 a polícia novamente impediu que ele fosse linchado perto do Campus da Unileão no bairro Triângulo. Warlen tinha assaltado duas universitárias e saiu correndo quando roubou a bicicleta de um rapaz e terminou contido por populares. O acusado foi espancado e deu “graças a Deus” quando a patrulha da PM chegou ao local a fim de socorrê-lo.

Já no dia 5 de junho de 2019 voltou a ser preso quando vendia drogas na Vila Dom Bosco no bairro Santa Tereza. Na casa onde estava, os policiais apreenderam cinco gramas de cocaína, 16 gramas de crack, um revólver calibre 38 com numeração suprimida e cinco munições intactas, duas balanças de precisão, três aparelhos celulares e certa quantia em dinheiro.

Reportagem de Demontier Tenório/Agência Miséria

Postar um comentário

0Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

Please Select Embedded Mode To show the Comment System.*

#buttons=(Aceitar !) #days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !