Acadêmica de Medicina caririense estrangulada era sobrinha do ex-senador Eunicio Oliveira

0
Mariana Thomáz de Oliveira, de 25 anos, e Johannes Dudeck, de 31 anos. (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Ela era natural de Lavras da Mangabeira no Ceará, cursava o sexto semestre de Medicina numa faculdade da capital paraibana e era sobrinha do ex-senador e presidente do Congresso Nacional

A jovem acadêmica de medicina Mariana Thomáz de Oliveira, de 25 anos, foi assassinada neste sábado no interior do seu apartamento no bairro Cabo Branco em João Pessoa (PB). Ela era natural de Lavras da Mangabeira no Ceará, cursava o sexto semestre de Medicina numa faculdade da capital paraibana e era sobrinha do ex-senador e presidente do Congresso Nacional, Eunício Oliveira. O cadáver apresentava lesões no pescoço e marcas evidentes que a garota foi morta por estrangulamento.

As informações iniciais colhidas pela polícia dão conta que a jovem universitária tinha ido a uma festa na sexta-feira da qual retornou direto para o apartamento com o namorado. Na madrugada deste sábado, o empresário do ramo cerâmico Johannes Dudeck, de 31 anos, teria acionado o SAMU, informando que a mesma tinha passado mal. Ele prestou depoimento e, em virtude das marcas de violência, terminou ficando preso na Central de Polícia e aguarda audiência de custódia.

De acordo com o laudo, a causa da morte da estudante Mariana Thomáz foi por esganadura. Segundo a polícia, o namorado dela possui histórico de violência. Em setembro de 2020, foi preso por violência doméstica contra a ex-companheira. Além das agressões ele teria explodido o carro do ex-cunhado. Na época, o empresário tentou fugir, mas foi preso no bairro Cabo Branco. A polícia civil informou ainda que o suspeito já tem outras três acusações por crimes de violência doméstica.

O corpo de Mariana Thomáz vai ser velado na Rua Raimundo Gomes de Holanda (Rosário) no município de Lavras da Mangabeira. Após a celebração de missa na Igreja Matriz às 16h30min deste domingo, amigos e familiares prestarão as ultimas homenagens antes do sepultamento no Cemitério de Lavras da Mangabeira.

Reportagem de Demontier Tenório/Agência Miséria

Postar um comentário

0Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

Please Select Embedded Mode To show the Comment System.*

#buttons=(Aceitar !) #days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !