Pela 1ª vez, caminhoneira 'Musa das Estradas' mostra como ficou seu rosto após acidente.

0
Foto: Rede Sociais/ Reprodução

Aline Füchter chegou a Tubarão, onde mora, no Sul catarinense, na segunda (31). Ela precisou ser internada após ficar presa às ferragens do caminhão depois de bater em outro veículo

A caminhoneira Aline Füchter Ouriques, conhecida como "Musa das Estradas", publicou um vídeo nesta terça-feira (1º) mostrando pela primeira vez como seu corpo e seu rosto ficaram após o acidente que sofreu em Mato Grosso em janeiro.

A perna, o braço e o lado esquerdo do rosto da caminhoneira foram as partes mais atingidas, onde ela recebeu pontos.

"Essa é a primeira vez que eu mostro, depois do acidente, como eu fiquei de corpo inteiro. [...] O acidente pegou o meu lado, o lado do motorista."

Até as 14h42 desta terça, o vídeo tinha tido 16.226 visualizações. Aline contou que recebeu apenas três pontos na testa.

Viagem de volta

Para chegar até Tubarão, a caminhoneira teve que alugar um carro e percorrer mais de 2 mil quilômetros após ser impedida de embarcar no voo em Cuiabá, no Mato Grosso, para retornar a Santa Catarina.

Aline Füchter Ouriques contou sobre as sequelas do acidente — Foto: Rede Sociais/ Reprodução

Segundo ela, durante a internação em hospital mato-grossense, faltou realizar uma cirurgia na boca.

"Porque, olha, o meu rosto está totalmente torto", disse ela no vídeo.

Segundo ela, um procedimento cirúrgico no rosto está marcado para ocorrer daqui a 10 dias em Blumenau, no Vale do Itajaí.

"Essa cirurgia será para corrigir o que quebrou dentro do rosto. Por isso, estou com a cara torta. Porque, na realidade, eu estou com a cara inchada deste lado e ela está torta. Eles [os médicos] vão arrumar a boca e, assim que desinchar, já vai voltar ao normal", explicou.

A caminhoneira afirmou que, nos próximos dias, vai procurar um profissional de ortopedia em Tubarão para dar andamento ao tratamento e recuperação no estado catarinense.

Cirurgias

Aline afirma que ainda não consegue ficar de pé e está utilizando cadeira de rodas para se locomover. Ela disse que, assim que chegou à cidade catarinense, procurou um médico para avaliar o pulmão, que foi machucado com o impacto do acidente.

"Em Cárceres [no Mato Grosso], quando eles fizeram os exames, eles botaram drenos [no pulmão]" .

Ela também falou sobre a recuperação.

"Acredito que a minha recuperação vai ser uns dois meses. [...] Para mim, está sendo muito difícil. Eu comprei uma muleta para andar, mas não consegui".

Aline estava em Mato Grosso desde 13 de janeiro, quando sofreu um acidente de caminhão e precisou ser hospitalizada. Segundo ela, na primeira unidade de saúde onde ficou internada, em Pontes Lacerda, foi feita uma cirurgia na perna.

Dias depois, ela foi transferida para a cidade de Cáceres, onde fica o centro de ortopedia da região. A caminhoneira recebeu alta médica há uma semana.

Volta para casa de carro

Após ser impedida de embarcar no voo em Cuiabá, no Mato Grosso, para retornar a Santa Catarina, a caminhoneira voltou para Tubarão de carro.

Caminhoneira de SC teve que alugar um carro para voltar para casa dela em Tubarão; familiar dirige o veículo do grupo — Foto: Reprodução/ Redes Sociais

Quem dirigiu foi uma familiar de Aline. Além delas, a mãe da caminhoneira também acompanhou a viagem.

Aline alugou um carro para voltar para SC após ser impedida de embarcar em voo — Foto: Redes Sociais/ Reprodução

Em uma rede social, a caminhoneira publicou outros vídeos onde aparece sentada no banco de trás do veículo com a perna esticada, recebendo auxílio da mãe.

Caminhoneira de SC soube no aeroporto que precisaria de autorização médica para embarcar em voo — Foto: Reprodução/Redes Sociais

O acidente

Aline dirigia o veículo carregado com soja, entre Porto Esperidião e Pontes e Lacerda, no Mato Grosso, no momento da colisão. Com o impacto, ela ficou com o corpo preso às ferragens e sofreu fraturas.

"Saltou uma peça do caminhão da frente. Eu estava a 40 km/h. Essa peça do caminhão da frente, soltou e pegou em mim. Isso fez parar meu pneu e eu perder a direção. E mesmo eu estando devagar, fez tudo isso", contou Aline.

No momento do acidente, a amiga Lauren a acompanhava. Ela teve ferimentos leves e, mais tarde, atualizou pelas redes sociais o estado de saúde de Aline.

Musa das Estradas

Rotina de caminhoneira faz sucesso nas redes sociais — Foto: Aline Ouriques/Arquivo Pessoal

A caminhoneira faz sucesso nas redes sociais com a publicação da rotina nas estradas. Em um ramo que costuma ser dominado pelos homens, a jovem soma mais 1,5 milhão de inscritos em seu canal. Eles acompanham imagens do cotidiano dela ao volante de uma carreta de transporte de grãos.

Formada em administração de empresas, ela aprendeu a dirigir no caminhão do pai, aos 16 anos, e na hora de escolher a profissão, optou pelo que considera uma grande paixão.

A visibilidade conquistada na internet já lhe rendeu convites para posar para fotógrafos e até para servir de modelo para programas de emagrecimento. No entanto, ela não tem dúvida sobre a profissão que escolheu.

Por Carolina Fernandes, g1 SC

Postar um comentário

0Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

Please Select Embedded Mode To show the Comment System.*

#buttons=(Aceitar !) #days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !