Bairro Santa Tereza liderou em Juazeiro os homicídios no ano passado pouco acima do Frei Damião

0
Foto: Reprodução

O bairro Santa Tereza foi o mais violento em Juazeiro do Norte ao liderar o número de homicídios ano passado com um total de 13 assassinatos na sua área. É a primeira vez que isso ocorre nos últimos 11 anos após o João Cabral ficar à frente por seis anos, o Frei Damião durante quatro e o Triângulo no ano passado. Sozinho, o Santa Tereza respondeu por 12,62% dos 103 homicídios de 2021 em Juazeiro. Já o Frei Damião – após ser o primeiro nos anos de 2014 e entre 2017 e 2019 – aparece em segundo lugar com 11 homicídios – a mesma quantidade de 2020 – ou 10,67% do total.

O bairro Timbaúbas, que foi o 18º com três homicídios em 2020, subiu para a terceira colocação ano passado com 9 assassinatos ou 8,73%. Com relação ao Triângulo, que tinha liderado em 2020 (12 homicídios), caiu para a quarta colocação com 7 assassinatos juntamente com o Antonio Vieira numa participação de 6,79% desses dois bairros individualmente. Um dado que chamou a atenção foi a queda de nove para três no número de homicídios no bairro do Horto entre os últimos dois anos.

Eis a matança em cada bairro e localidades rurais de Juazeiro no ano de 2021, segundo levantamento exclusivo feito pela editoria de polícia do Site Miséria: Santa Tereza 13 (12,62%); Frei Damião 11 (10,67%); João Cabral 10 (9,7%); Timbaúbas 9 (8,73%); Antonio Vieira e Triângulo 7 (6,79% cada); Campo Alegre 6 (5,82%); Jardim Gonzaga e Salesianos 5 (4,85% cada), além dos bairros Horto, Pedrinhas e São José com três ou (2,91% cada.

Já os bairros Aeroporto, Carité, Pio XII, Socorro e Três Marias 2 (1,94% cada) e os demais na Cidade Universitária, Franciscanos, Geli de Sá Barreto, Juvêncio Santana, Lagoa Seca, Limoeiro, Planalto, Romeirão, Tiradentes e os Sítios Mucambo e Tabuleiro da Sagrada Família com ou 0,97% para cada. Em termos de bairros, não tivemos homicídios na Betolandia, Centro, José Geraldo da Cruz, Leandro Bezerra, Monsenhor Murilo, Novo Juazeiro, Pirajá, Salgadinho, São Miguel (seis anos consecutivos) e Vila Fátima.

Já dos 1.381 homicídios nos últimos 12 anos em Juazeiro, o João Cabral participa com 10,28% dessa matança apresentando um total de 142 assassinatos. Depois vem o Frei Damião com 129 (9,34%); Triângulo com 115 (8,32%); Santa Tereza com 94 (6,8%); Timbaúbas com 72 (5,21%); Pio XII com 68 (4,92%); Salesianos com 63 (4,56%); Tiradentes com 62 (4,48%); Antonio Vieira com 54 (3,91%); São José 41 (2,96%); Limoeiro e Pirajá com 39 (2,82%); Pedrinhas com 38 (2,75%), e com 34 homicídios cada ou 2,46% os bairros Franciscanos e Romeirão.

O bairro Santa Tereza foi o mais violento em Juazeiro do Norte ao liderar o número de homicídios ano passado com um total de 13 assassinatos na sua área. É a primeira vez que isso ocorre nos últimos 11 anos após o João Cabral ficar à frente por seis anos, o Frei Damião durante quatro e o Triângulo no ano passado. Sozinho, o Santa Tereza respondeu por 12,62% dos 103 homicídios de 2021 em Juazeiro. Já o Frei Damião – após ser o primeiro nos anos de 2014 e entre 2017 e 2019 – aparece em segundo lugar com 11 homicídios – a mesma quantidade de 2020 – ou 10,67% do total.

O bairro Timbaúbas, que foi o 18º com três homicídios em 2020, subiu para a terceira colocação ano passado com 9 assassinatos ou 8,73%. Com relação ao Triângulo, que tinha liderado em 2020 (12 homicídios), caiu para a quarta colocação com 7 assassinatos juntamente com o Antonio Vieira numa participação de 6,79% desses dois bairros individualmente. Um dado que chamou a atenção foi a queda de nove para três no número de homicídios no bairro do Horto entre os últimos dois anos.

Eis a matança em cada bairro e localidades rurais de Juazeiro no ano de 2021, segundo levantamento exclusivo feito pela editoria de polícia do Site Miséria: Santa Tereza 13 (12,62%); Frei Damião 11 (10,67%); João Cabral 10 (9,7%); Timbaúbas 9 (8,73%); Antonio Vieira e Triângulo 7 (6,79% cada); Campo Alegre 6 (5,82%); Jardim Gonzaga e Salesianos 5 (4,85% cada), além dos bairros Horto, Pedrinhas e São José com três ou (2,91% cada.

Já os bairros Aeroporto, Carité, Pio XII, Socorro e Três Marias 2 (1,94% cada) e os demais na Cidade Universitária, Franciscanos, Geli de Sá Barreto, Juvêncio Santana, Lagoa Seca, Limoeiro, Planalto, Romeirão, Tiradentes e os Sítios Mucambo e Tabuleiro da Sagrada Família com ou 0,97% para cada. Em termos de bairros, não tivemos homicídios na Betolandia, Centro, José Geraldo da Cruz, Leandro Bezerra, Monsenhor Murilo, Novo Juazeiro, Pirajá, Salgadinho, São Miguel (seis anos consecutivos) e Vila Fátima.

Já dos 1.381 homicídios nos últimos 12 anos em Juazeiro, o João Cabral participa com 10,28% dessa matança apresentando um total de 142 assassinatos. Depois vem o Frei Damião com 129 (9,34%); Triângulo com 115 (8,32%); Santa Tereza com 94 (6,8%); Timbaúbas com 72 (5,21%); Pio XII com 68 (4,92%); Salesianos com 63 (4,56%); Tiradentes com 62 (4,48%); Antonio Vieira com 54 (3,91%); São José 41 (2,96%); Limoeiro e Pirajá com 39 (2,82%); Pedrinhas com 38 (2,75%), e com 34 homicídios cada ou 2,46% os bairros Franciscanos e Romeirão.

Reportagem de Demontier Tenório/Agência Miséria

Postar um comentário

0Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

Please Select Embedded Mode To show the Comment System.*

#buttons=(Aceitar !) #days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !