FmD4FRX3FmXvDZXvGZT3FRFgNBP1w326w3z1NBMhNV5=

Right

Anuncie Aqui
items

Novo decreto reduz capacidade de estádios para 30% do público, no Ceará

Novo decreto reduz capacidade de estádios para 30% do público, no Ceará. — Foto: Sistema Verdes Mares

O governador Camilo Santana anunciou as novas medidas nesta sexta-feira (14).

O novo decreto com medidas de combate ao coronavírus no Ceará, divulgado nesta sexta-feira (14), estabeleceu a diminuição de público máximo permitido nos estádios de futebol, que só vão poder acolher até 30% da capacidade máxima até o dia 5 de fevereiro.

O anúncio foi feito pelo governador Camilo Santana enquanto ele informava as novas medidas para o estado. Ele lembrou também que a data é o prazo estabelecido também para a redução de público dos eventos.

Em relação à educação, o governador recomendou que as escolas que estavam programadas para iniciar as aulas na próxima segunda-feira (17) adiem o início das atividades em 15 dias.

A medida é voltada para as séries que contemplam alunos de até 11 anos de idade, ainda não vacinados contra a Covid. "E que as escolas tomem essa decisão compartilhada com os pais dos alunos e das crianças cearenses", recomendou o governador.

Outra determinação coloca a obrigatoriedade do uso de máscaras do tipo N95 ou similares nos atendimentos de farmácias, supermercados, escolas e outros estabelecimentos.

"Devido ao alto poder de contágio dessa onda. Os estudos mostraram que a máscara N95 consegue proteger significativamente a transmissão dessa variante que, repito, é muito transmissível. É uma obrigatoriedade que o comitê decidiu para proteger o trabalhador e a população", explicou Camilo.

Aumento da positividade em Fortaleza

O secretário da Saúde do Ceará, Marcos Gadelha, acompanhou o governador na live desta sexta e também comentou sobre o cenário epidemiológico da capital. Fortaleza está com quase 45% da taxa de positividade dos exames de Covid-19 realizados.

"Isso significa que de 100 pessoas que fazem o exame, quase metade estão com exames positivos, refletindo exatamente essa alta transmissibilidade dessa variante", comentou o secretário.

O aumento da positividade também reflete na necessidade de atendimento médico. "A quantidade de atendimento nas unidades básicas de Fortaleza tem aumentado bastante. O número de atendimentos nas UPAs está chegando a quase mil diariamente", complementou Gadelha.

"Continuamos com aumento muito forte da Covid. A ômicron, variante predominante hoje no Ceará, tem uma agressividade muito grande. Aumento muito grande também assistencial, principalmente nos postos de saúde e UPAs, apesar de a grande maioria dos sintomas serem leves. Dos sintomas mais graves, a grande maioria é dos que não tomaram a segunda dose e dose de reforço", reforçou Camilo Santana.

Número de casos dispara

O número de atendimento nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de Fortaleza em pacientes com síndromes gripais já é o dobro do registrado no pico da segunda onda da Covid, segundo afirmou nesta quarta-feira (12) a secretária de Saúde de Fortaleza, Ana Estela Leite.

De acordo com Ana Estela Leite, os equipamentos hospitalares receberam mais 1,2 mil pessoas somente na segunda-feira (10).

“No dia 10 de janeiro, na última segunda-feira, os nossos postos atenderam o máximo, ultrapassou o máximo de atendimentos quando tivemos a segunda onda. Nós tivemos nas Upas no máximo na segunda onda 600 atendimentos por dia. Nós observamos agora mais de 1.200 atendimentos por dia."

Por g1 CE

0/Post a Comment/Comments

Partner

Anuncie Aqui
73745675015091643

Sports News

Anuncie Aqui

Recent

ESPORTES

[getBlock results="5" label="ESPORTES" type="block1"]