Ceará encerra 2021 com redução de 18% no índice de mortes por crimes violentos

0
Foto: Reprodução/SSPDS

Os esforços das Forças de Segurança do Ceará resultaram, em todo o ano de 2021, na redução de 18% nos índices de homicídios dolosos/feminicídios, latrocínios e nas lesões corporais seguidas de morte, em todo o território cearense. É o segundo melhor resultado dos últimos dez anos, conforme dados extraídos pela Gerência de Estatística e Geoprocessamento (Geesp) da Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública (Supesp). Valorização dos profissionais de segurança, fortalecimento da inteligência, aquisições de novos equipamentos, interiorização do trabalho especializado e um investimento de cerca de R$ 250 milhões, só em 2021, pelo Governo do Ceará estão por trás desse balanço positivo.

De acordo o secretário da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Sandro Caron, o resultado positivo “é fruto de um aumento nas ações ostensivas da Polícia Militar do Ceará (PMCE) e também nas investigações e prisões qualificadas realizadas pela Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE)”, disse. Ele destacou ainda o número positivo em comparação aos anos anteriores. “Tivemos em 2021, o segundo menor número de mortes violentas e isso mostra que estamos no caminho certo”, afirma.

Em todo o ano de 2021, foram registradas 3.299 mortes provocadas por crimes violentos. Em comparação com o ano anterior, quando aconteceram 4.039 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), foram 740 casos a menos.

Investimentos

Durante 2021, foram anunciados investimentos como a entrega de bases do Comando de Policiamento de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio) da Polícia Militar do Ceará (PMCE) e Centrais de Videomonitoramento em cidades do interior. Agora, além da Capital, o CPRaio tem atuação em 13 bases na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) e 38 no interior. Para 2022, ainda estão previstas as entregas de outras 17 bases do CPRaio.

Ainda durante 2021, foi entregue uma base da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) na cidade de Crateús – Área Integrada de Segurança 16 (AIS 16) do Ceará.

O trabalho de inteligência, coleta de dados e uso de tecnologias também é fundamental para a entrega de bons resultados à sociedade. Em maio, em alusão ao aniversário de 24 anos da SSPDS, a pasta lançou o Sistema Agilis, uma ferramenta de inteligência utilizada no combate ao crime e integrada ao Núcleo de Videomonitoramento.

Já em setembro de 2021, a SSPDS lançou o sistema de Registro de Operações Táticas e Ações de Segurança (Rotas), que aprimora o gerenciamento do emprego de viaturas nas ruas do Estado, otimizando a utilização dos veículos e o atendimento de ocorrências.

Para o secretário da SSPDS, Sandro Caron, “houve também um recorte histórico de apreensão de cocaína e um aumento significativo no número de prisões, que mostram que as ações de repressão, somadas às ações de inteligência e integração das Forças de Segurança levaram a uma redução de homicídios no Ceará”.

FONTE: SSPDS

Assessoria de Comunicação da PMCE

Postar um comentário

0 Comentários
* Não faça spam aqui. Todos os comentários são revisados pelo administrador.

Selecione o modo incorporado para mostrar o sistema de comentários!*

image host

buttons=(Aceitar !) days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !
To Top