PF conclui inquérito sobre contrabando de fósseis; Chapada do Araripe no foco

0
Foto: Reprodução/PF

O inquérito aponta participação de 11 pessoas no contrabando. A delegada federal Josefa Lourenço, deve entregar o resultado das investigações ao Ministério Público Federal (MPF).

O combate ao tráfico de fósseis na Chapada do Araripe teve mais um capítulo esta semana. A Polícia Federal (PF) concluiu inquérito que aponta a participação de 11 pessoas no esquema de contrabando. A delegada federal Josefa Lourenço, deve entregar o resultado das investigações ao Ministério Público Federal (MPF).

As investigações concluíram que trabalhadores de pedreiras, sediadas na Bacia do Araripe, eram o ponto de partida para o tráfico de mais de 200 fósseis apreendidos no ano passado. O esquema tinha o envolvimento, inclusive, de professores de Universidades do Rio de Janeiro.

Parte dos fósseis apreendidos estavam nas universidades do Rio de Janeiro. Conforme apurado, a finalidade era de pesquisa científica, já que a descoberta de novas espécies traz prestígio para os professores. Dessa forma, os próprios mineradores na Chapada do Araripe já se especializavam em diferenciar o valor dos fósseis.

Reportagem do jornalista Madson Vagner/É-Política

Postar um comentário

0 Comentários
* Não faça spam aqui. Todos os comentários são revisados pelo administrador.

Selecione o modo incorporado para mostrar o sistema de comentários!*

image host

buttons=(Aceitar !) days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !
To Top