FmD4FRX3FmXvDZXvGZT3FRFgNBP1w326w3z1NBMhNV5=

Right

Anuncie Aqui
items

Motos que não pagam IPVA: 5 modelos de 125 a 600cc

Foto: Reprodução

IPVA de motos, está aí um tema que levanta dúvidas e gera debate sobre a cobrança. O Impostos sobre Propriedade de Veículo Automotor deve ser pago anualmente e, segundo o Governo Federal, é destinado a gastos na educação, saúde, transporte, segurança, além da manutenção de ruas e estradas.

No entanto, as datas e valores do IPVA variam entre os estados no Brasil. Além disso, existe a isenção para os modelos mais velhos rodando por aí. Vamos então entender melhor como funciona a cobrança e quais as motocicletas isentas em 2022.

IPVA

Cada estado país afora pode adotar uma alíquota diferente do IPVA. A título de exemplo, o valor para motocicletas, ciclomotores, motonetas, triciclos e quadriciclos no Estado de São Paulo é de 2%.

Mas além da variável da alíquota, o imposto considera o valor venal de cada moto – que é uma estimativa do Poder Público sobre o preço de alguns tipos de bens. Então, para saber os valores de cada lugar, é preciso consultar o site da Secretaria da Fazenda do seu Estado.

O pagamento do IPVA é de extrema importância, sem ele não é possível fazer o licenciamento do veículo. Ou seja, não dá para rodar! E se o motociclista for pego sem estar em dia na estrada, pratica uma infração gravíssima.

Modelos com mais de 20 anos de fabricação estão livre da cobrança

IPVA de motos – 5 opções livres da cobrança

De uma forma geral, as motos precisam ter 20 anos ou mais para serem isentas de IPVA, com algumas variações entre estados. No entanto, os modelos de 150 cc do estado do Mato Grosso do Sul ganharam isenção para o ano que vem.

Mas existem outras categorias que podem solicitar isenção, sendo preciso estar incluso em uma das seguintes situações:

Automóvel de órgãos públicos, partidos políticos, sindicatos, instituições de educação e de assistência social sem fins lucrativos, templos;

  • Mototáxi ou transporte escolar;
  • Motos com menos de 50 cilindradas.

De forma geral, o grande número de isentos fica com os proprietários que rodam com as motos mais velhinhas. São modelos que há um bom tempo já saíram das lojas e foram para as ruas. Então vamos refrescar sua memória com alguns exemplos.

A primeira YBR 125 já vai estar livre da cobrança

1 – Yamaha YBR 125

A Yamaha YBR 125 foi lançada no Brasil em 2000, ou seja, não paga mais imposto com seu modelo da primeira leva. A moto foi um marco na história da fábrica japonesa no país, sendo a primeira popular equipada com motor quatro tempos. A moto trazia para a época design moderno e propulsor mais atual que a concorrente da Honda.

CG tem uma gama muito grande entre as opções e anos livres do IPVA

2 – Honda CG 125 Titan

Falando na concorrência, vamos logo então trazer para nossa lista a CG 125 Titan. O modelo, diga-se de passagem, está no mercado desde 1975. Então já dá para imaginar a quantidade de motos que estão livres do IPVA. Mas não são só as velhinhas que fazem parte desta isenção. Estão nessa conta os modelos da virada dos anos 2000, já equipados com partida elétrica, por exemplo.

Temos custom na nossa lista também!

3 – Honda Shadow VT 600 

Atualmente as marcas japonesas como Honda e Yamaha deixaram o nicho das custom. Mas há 20 anos atrás a história era diferente, víamos uma gama de estradeiras dispostas aos clientes nacionais. Por isso, hoje é possível encontrar modelos como a Shadow VT 600 – entre as usadas, livre de IPVA. A moto esteve por 10 anos presente no país, desde 1995. Então tem uma que pode se encaixar no seu gosto.

XT 600 E , uma opção trail livre de imposto

4 – Yamaha XT 600 E

Prefere uma moto de uso misto? Lançada no Brasil em fevereiro de 1993, temos a Yamaha XT 600 E. O modelo chegou substituindo a clássica XT 600 Ténéré e ficou no mercado até 2005. Entre as suas vantagens, em relação à antecessora, estava o menor peso e maior agilidade. Sem falar do ligeiro ganho de desempenho, eram 45cv contra os 42cv da Ténéré. A velocidade final também era melhor, com 166 km/h frente aos 154 km/h da antiga Yamaha.

Bandit 600 é uma naked divertida, livre de IPVA nas primeiras edições

5 – Suzuki Bandit 600

O gosto por esportivas também vem de longa data no mercado nacional. Com isso também temos opções como essa naked furiosa. A série Bandit foi criada para substituir a série GS dentro da gama de motos da Suzuki, que foi encerrada em 1987. Assim, a Bandit 600 se apresenta como uma escolha com potência na medida, e ano condizente para deixá-lo livre do IPVA de motos. Existem opções desde a sua chegada no país em 1996 até 2006

0/Post a Comment/Comments

Partner

Anuncie Aqui
73745675015091643

Sports News

Anuncie Aqui

Recent

ESPORTES

[getBlock results="5" label="ESPORTES" type="block1"]