Vereador de Farias Brito é cassado por compra de votos; primeira instância

Foto: Reprodução

Na sentença, a Justiça Eleitoral da Comarca de Várzea Alegre, aponta corrupção ativa com a comprovação da compra de votos.

Passa o tempo e a Justiça Eleitoral continua cassando políticos denunciados nas eleições de 2020. A bola da vez foi o vereador de Farias Brito, Chicão da Canabrava. Para o juiz eleitoral, sediado na Comarca de Várzea Alegre, houve corrupção ativa com a comprovação da compra de votos, ou “captação ilícita de sufrágio”, como diz a sentença.

O caso veio à tona depois de uma gravação do vereador do próprio vereador oferecendo um terreno da Prefeitura em troca do voto de uma eleitora do sítio Riacho Verde. A compra de voto abrangia ainda o então candidato a prefeito, Vandevelder Freitas, ex-prefeito do município.

Além da cassação do vereador Chicão, a justiça determinou a inelegibilidade de Vandevelder por oito anos. Claro que estamos falando em primeira instância; os dois devem recorrer ao Tribunal Regional Eleitoral. Por enquanto, fica o desgaste.

Com informações do jornalista Madson Vagner

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

buttons=(Accept !) days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !