Teleférico é inaugurado em Barbalha com foco no turismo do Cariri

Legenda: Com expectativa de impulsionar o turismo na região do Cariri, o projeto conta com uma série de equipamentos - Foto: Helene Santos e Nívia Uchoa Fotos

Além do equipamento em Barbalha, há expectativas pelo funcionamento dos bondinhos de Ubajara e Juazeiro

O Complexo Ambiental Mirante de Caldas, em Barbalha, foi inaugura na manhã deste sábado. Entre as atrações, o equipamento conta com um teleférico de capacidade para transportar até 660 pessoas por hora. Ao todo, foram investimentos cerca de R$ 14 milhões na iniciativa.

A cerimônia de inauguração contou com a presença do governador Camilo Santana, da vice-governadora Izolda Cela, dos prefeitos de Barbalha, Guilherme Saraiva, e de Fortaleza, José Sarto, entre outras figuras políticas como o ex-ministro Ciro Gomes.

Em seu discurso, Camilo lembrou o potencial turístico da região e que a Chapada do Araripe foi a primeira unidade de conservação federal do País.

Helene Santos e Nívia Uchoa Fotos

O chefe do Executivo cearense disse que espera que os novos atrativos impulsionem a atividade turística no distrito, fomentando o setor de comércio e serviços em geral e a geração de empregos.

"Com o teleférico funcionando, o balneário funcionando, teremos mais pousadas, mais restaurantes, mais comércio, o que significa mais emprego, que é o que estamos precisamos no Ceará", ressaltou.

Com o funcionamento, devem ser criados mais de 100 empregos diretos e indiretos.

Neste primeiro mês de operação, o teleférico irá funcionar de forma gratuita para todos os visitantes. Camilo ainda falou na possibilidade da gratuidade ser estendida por mais tempo aos moradores de Caldas.

Legenda: Devem ser criados mais de 100 empregos, diretos e indiretos, a partir da operação do teleférico e dos outros espaços - Foto: Hélio Filho/Divulgação

O COMPLEXO

Além do teleférico, o complexo conta o Centro de Interpretação e Educação Ambiental, uma loja, uma cafeteria, um borboletário e uma plataforma de onde se poderá observar, por exemplo, o Vale do Rio Salamanca, a Chapada do Araripe e o Centro Histórico de Barbalha.

As visitas ocorrerão de quarta a domingo, com duração média estimada em 50 minutos, nos períodos da manhã e tarde, divididos nos seguintes horários: 9h, 10h, 11h, 14h, 15h e 16h.

Por causa da pandemia, o passeio deve ser agendado no site do complexo.

BONDINHOS

No Ceará, outros dois equipamentos semelhantes ao teléferico estão com obras em andamento.

O bondinho de Ubajara, parado desde 2015, teve a conclusão adiada pelo menos três vezes, a última, em março deste ano.

Conforme o governador Camilo Santana, o equipamento está pronto, mas aguarda Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) para voltar a operar.

Esse ano, o Parque Nacional foi incluído na lista de ativos federais que devem ser concedidos.

O Ministério do Meio Ambiente chegou a lançar uma licitação para contratar empresa que realizaria os estudos técnicos base para a concessão, mas o processo foi cancelado em julho antes de definir um vencedor.

Já as obras do bondinho de Juazeiro do Norte estava com 80% de execução em setembro. Na época, as cabines estavam sendo instaladas e os primeiros testes eram realizados.

Ao todo, cerca de R$ 71 milhões foram necessários para o projeto, que conta com 26 cabines com capacidade para oito passageiros cada.

O percurso é de dois quilômetros entre as  estações Romeiros (inferior) e Horto (superior), a uma altura de 200 metros. Além das estações, o projeto prevê estacionamentos, quiosques, banheiros e a urbanização do entorno.

A previsão de entrega do equipamento é até o fim deste ano.

Fonte: Diário do Nordeste

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

buttons=(Accept !) days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !