Polícia Militar fecha fábrica clandestina de armas de fogo na zona rural do Crato

Foto: Redes sociais

O responsável pela fábrica, Tony Pereira de Farias foi preso em flagrante por posse irregular de arma de fogo.

A Polícia Militar por intermédio do RAIO fechou uma fábrica clandestina de armas de fogo em Crato, no Sítio Santo Antônio, distrito de Santa Fé, no início da noite desta sexta-feira (12). Um homem, identificado como Tony Pereira de Farias, que na próxima segunda-feira, dia 15 completará 36 anos de idade foi preso em flagrante por posse irregular de arma de fogo.

No local foram apreendidos um revolver calibre 22, capacidade para sete tiros, com a numeração não visível, cinco espingardas, sendo quatro tipo socadeira outra calibre 36, todas de fabricação artesanal, duas munições uma calibre 12 intacta e outra calibre 36 deflagrada, quatro espoletas, duas tintas para madeira; pequena quantidade de pólvora; uma coronha de espingarda duas furadeiras, uma lima, dois refis de lixadeira, um alicate, uma régua, uma raspadeira , uma lixadeira, um compasso, duas bengalas de ferro, um cano de ferro, duas armações de madeira para socadeira

A ofensiva policial ocorreu por volta das 18h30min após a equipe Raio 04 averiguar uma denúncia de fabricação de armas de fogo na zona rural do município. Ao chegar no local, dois homens que ali encontravam-se, Josimar Domiciniano da Anunciação, de 40 anos e Pedro Levi do Nascimento Franca, de idade não informada, ambos residentes no Bairro Belmonte tentaram empreender fuga, mas acabaram detidos pelos militares. Os PM’s ao averiguarem nos fundos da residência, encontraram um barraco com várias armas artesanais e equipamentos para fabricação e conserto de armas.

O responsável pela fábrica clandestina, identificado como Tony Pereira ao ser preso, afirmou aos policiais que fabricava e consertava armas. Os três homens e os objetos apreendidos foram conduzidos à Delegacia Regional de Polícia Civil do Crato. Na 19ª DRPC, Tony Pereira foi autuado por posse Ilegal de arma de fogo, enquanto que Josimar Domiciniano e Pedro Levi foram ouvidos como testemunhas e liberados.

Reportagem de Jota Lopes/Agência Cariri Ceará

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

buttons=(Accept !) days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !