Polícia civil cumpre mandados de prisão em desfavor de investigados por homicídios em Crato e Nova Olinda

Foto: Redes sociais

Uma das vítimas foi o comerciante “Thiago Branquinho” morto no seu comercio o “Ponto da Sopa” em Crato e a outra, João Alves Barbosa da Silva, era conhecido pelo apelido de “Sabia” assassinando em Nova Olinda.

A Polícia Civil, por meio do Núcleo de Homicídios e Proteção à Pessoa da Delegacia de Crato, cumpriu neste domingo (21), dois mandados de prisão concedidos pelo Poder Judiciário, após representação realizada no procedimento que apura a morte de Tiago Rodrigues de Sousa, de 39 anos que era apelido por “Thiago Branquinho” assassinado na noite do dia 14 de Setembro de 2021, em seu estabelecimento comercial denominado de “Ponto da Sopa” na Avenida Tomás Osterne, no Bairro Vila Alta, em Crato.

Thiago Mendes Alexandre e Fernando Luiz de Sousa Ribeiro Teles, segundo as investigações, são apontados como autores materiais; enquanto que o primeiro efetuou os disparos, o segundo pilotava a moto utilizada no crime, que ocorreu por conta de disputa de território entre facções rivais.

O suspeito Thiago Mendes Alexandre foi preso por porte de arma por uma equipe do Grupamento RAIO. No momento da condução, o homem trajava as mesmas vestes utilizadas no homicídio. Ele ainda é apontado como autor do homicídio de João Alves Barbosa da Silva, de 37 anos que era conhecido pelo apelido de “Sabia”, ocorrido no início da tarde da quarta-feira, dia 08 no mesmo mês, na loja de convencia de um posto de combustíveis que funciona na Avenida Perimetral Sul (CE 292), no centro de Nova Olinda. Ao aportar na delegacia Regional de Crato, Thiago teve o mandado efetivado e chegou a confessar os crimes e provavelmente teria utilizado a arma que portava quando foi flagrado.

Na manhã de hoje, Fernando Luiz de Sousa Ribeiro Teles também foi preso após ação policial realizada por Policiais Civis do NHPP da Delegacia de Crato, que conseguiram encontrá-lo no distrito de Caldas/Barbalha.

Segundo a Polícia Civil, as diligências continuam, tendo em vista a possibilidade de participação de outras pessoas nos dois crimes. Denúncias poderão ser realizadas através do WhatsApp 88 3102 1285 da Delegacia Regional de Crato. A Polícia Civil ressalta que não é necessário que o denunciante se identifique, uma vez que o sigilo é garantido.

Fonte: Agência Cariri Cará

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

buttons=(Accept !) days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !