Mulher é morta a tiros na presença da filha e do marido após ter a casa invadida no Ceará

Carolina Leite de Oliveira, de 22 anos, teve a casa invadida por quatro suspeitos e foi morta a tiros em cima de uma cama, em Caucaia. — Foto: Polícia Militar/ Divulgação

Carolina Leite de Oliveira, de 22 anos, estava deitada no quarto de casa quando foi atacada pelos criminosos e morreu no local. Um suspeito foi preso.

Uma jovem foi assassinada a tiros na presença da filha de cinco anos e do marido após ter a casa invadida por criminosos, na noite desta segunda-feira (8), no Bairro Itapoã, em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza.

Conforme o tenente Wellington, quando os policiais chegaram ao endereço, encontraram o marido e a filha da vítima em frente à residência.

"A composição encontrou um homem chorando em frente à sua casa, com uma menina de cinco anos. Perguntaram o que tinha acontecido e ele informou que três homens e uma mulher invadiram sua casa e executaram sua esposa em cima da cama", relata o tenente da PM.

Carolina Leite de Oliveira, de 22 anos, estava deitada em uma cama, no quarto de casa, quando foi atacada pelos criminosos e morreu no local. A vítima não tinha antecedentes criminais.

Um suspeito de 19 anos foi preso e confessou participação no crime. — Foto: Rafaela Duarte/ SVM

Conforme o tenente Wellington, após ouvir o relato do marido da jovem os agentes realizaram buscas na região e conseguiram localizar um dos suspeitos do crime, que estava tentando fugir em mototáxi.

Anderson da Silva Freitas, de 19 anos, conhecido como “Pinguim”, que já possui antecedentes criminais, foi preso com uma pequena quantidade de droga e confessou envolvimento na execução de Carolina.

"Pela ficha criminal ela não responde nada, mas durante a prisão de um dos executores ele informou que ela tinha participação com organização criminosa, por isso ela foi morta", disse o tenente Wellington.

Após a prisão, o suspeito foi conduzido para a Delegacia Metropolitana de Caucaia. A polícia continua as buscas na região para localizar os outros criminosos. O caso é investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa.

Por g1 CE

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

buttons=(Accept !) days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !