Macrorregião do Cariri, no Ceará, registra chuva de até 130 milímetros neste feriadão

Legenda: Nuvens escuras de chuva no Interior do Ceará - Foto: Honório Barbosa

Os próximos dois meses (dezembro e janeiro) são períodos de pré-estação chuvosa

Desde o sábado (13), vem chovendo no sertão cearense, com precipitações mais concentradas na macrorregião do Cariri, durante a madrugada. Houve registro de precipitação de 130mm, em Icó, no Centro-Sul do Estado. A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) registrou nas últimas 24 horas chuva em 40 municípios e as cinco maiores foram observadas em Várzea Alegre (95mm), Crato (88mm), Barro 76.3mm, Martinópole (53mm) e Iguatu (46mm). 

Neste domingo (14), a Funceme registrou chuva em 43 municípios, e as cinco maiores do dia foram em Icó (130mm); Várzea Alegre (71.4mm); Cariús (60mm), Jucás (45mm) e Catarina (40mm). 

O registro atual de chuva deve sofrer alterações por causa do feriado prolongado de Proclamação da República e a maioria dos pluviômetros da Funceme está localizada em repartições públicas, sem expediente nos últimos três dias. 

Em Iguatu, por exemplo, o leiturista do pluviômetro que fica na Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce) não informou à Funceme a pluviometria ocorrida na madrugada desta segunda-feira (15), em torno de 77mm. A partir desta terça-feira (16), os dados serão atualizados com inclusão de chuva em mais localidades. 

Para esta segunda-feira (15), a Funceme prevê tempo “com céu variando de parcialmente nublado a sem nuvens em todas as macrorregiões com baixa possibilidade de chuva no litoral Norte, na Ibiapaba, no Cariri e no Sertão Central e Inhamuns”.

Foto: Honório Barbosa

Já para esta terça-feira (16), a previsão de tempo da Funceme indica “céu variando de parcialmente nublado a sem nuvens com baixa possibilidade de chuva em todas as macrorregiões”. De acordo com a Fundação, as chuvas ocorridas nos últimos dias ocorrem “em virtude de formação de áreas de instabilidades sobre o oceano Atlântico e no leste do Nordeste, a brisa terrestre e efeitos locais, como temperatura, umidade e presença de calor”. 

Os próximos dois meses (dezembro e janeiro) são períodos de pré-estação chuvosa com maior probabilidade de chuva na região do Cariri cearense. O período chuvoso (popularmente conhecido por inverno) ocorre entre fevereiro e maio. 

Na segunda-quinzena de janeiro de 2022, a Funceme vai divulgar o prognóstico para a próxima quadra chuvosa. A presença do sistema La Niña (esfriamento das águas superficiais do Oceano Pacífico Equatorial) renova as esperanças do sertanejo para que ocorram boas chuvas e recarga dos açudes no próximo ano.

“Quando ocorre El Niño (aquecimento das águas superficiais do Oceano Pacífico) é um forte indicador de interferência na nossa quadra chuvosa, com precipitações abaixo da média. Já o sistema La Niña não nos traz interferência”, esclarece o meteorologista Flaviano Fernandes, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Escrito por Honório Barbosa/Diário do Nordeste

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

buttons=(Accept !) days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !