Juazeiro do Norte recebe Jornada de Pediatria Neonatal nesta semana

Profissionais serão capacitados a evitar problemas neurológicos e respiratórios, dentre outros que possam ocorrer na sala de parto(foto: Mauri Melo, em 14/11/2016)

O evento ocorre pela primeira vez no município cearense da região do Cariri. Durante três dias, profissionais da saúde serão capacitados para atender recém-nascidos ainda na sala de parto

A1ª edição da Jornada de Pediatria Neonatal será realizada neste domingo, 7, no município de Juazeiro do Norte. A capacitação tem como objetivo preparar profissionais para a reanimação neonatal. O evento é promovido pela igreja Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, em parceria com a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e a Sociedade Cearense de Pediatria (Socep), e conta com o apoio de médicos e enfermeiros voluntários.

Um dos propósitos principais do programa de reanimação neonatal é aumentar e otimizar o número de profissionais da área de saúde capazes de atender de forma sistematizada o recém-nascido na sala de parto, segundo o gerente nacional de ajuda humanitária da igreja, Paulo Araújo. “Aqui na região do Cariri, em várias cidades pequenas do Interior, o índice de mortalidade infantil é mais alto do que a média nacional”, afirmou em entrevista ao jornalista Farias Júnior, da rádio CBN Cariri.

Técnicos de enfermagem, médicos que trabalham especificamente com os partos e com os recém-nascidos foram convidados para participar do evento. São cerca de 180 profissionais inscritos. Os profissionais passarão por um treinamento teórico e prático sobre as técnicas de reanimação neonatal durante três dias. “No final, eles passam por um teste e somente recebem o certificado se obtiverem uma pontuação mínima”, explicou.

De acordo com o gerente, as técnicas ensinadas durante a capacitação têm como objetivo preparar os profissionais para ajudar os recém-nascidos a terem uma maior possibilidade de vida, evitar problemas neurológicos ou qualquer outro tipo de problema recorrente, como dificuldades para respirar na hora do nascimento.

A capacitação já foi realizada em outras regiões do País. A iniciativa ocorre há 15 anos e já esteve em cidades como Campo Grande no Mato Grosso do Sul e também em Fortaleza. Ela é realizada especialmente nas regiões Norte e Nordeste, onde o índices de mortalidade infantil no parto ainda são considerados altos. “A nossa meta é diminuir esse índice de mortalidade para que esses bebês nasçam bem, cresçam com saúde e tenham uma boa vida”, disse Araújo.

Autor Isabela Queiroz/O Povo Online

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

buttons=(Accept !) days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !