Advogado é detido em presídio de segurança máxima ao tentar entregar bilhete a chefe de facção no Ceará

Advogado é preso ao tentar entregar bilhete a chefe de facção no Ceará — Foto: SAP/Divulgação

O detento é considerado pelos órgãos de segurança como um dos chefes de uma facção criminosa atuante no Rio de Janeiro e no Ceará. O detento já havia fugido de um presídio no estado em 2008.

Um advogado foi detido na tarde desta quarta-feira (15) após ser flagrado com um bilhete para um dos chefes de facção criminosa no Ceará e Rio de Janeiro. O caso foi registrado na Unidade Prisional de Segurança Máxima do Ceará, em Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza.

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) confirmou a ocorrência e afirmou que o advogado tentou repassar informações ao detento. O órgão disse ainda que ao ser perguntado pelo diretor da unidade, tentou agredir o gestor do presídio fisicamente.

O G1 procurou a Ordem dos Advogados do Brasil Secção Ceará (OAB-CE), porém até a publicação da reportagem a instituição não se pronunciou.

De acordo com uma fonte do G1, o advogado Júlio César e Silva tentou sair do local com um bilhete entregue pelo detento identificado como Paulo Henrique Oliveira dos Santos, 31, o “Sassá”. Após tentar deixar o presídio de segurança máxima, os policiais penais perceberam que o advogado estava com o papel e o interceptaram. O advogado ainda teria tentado agredir o diretor da penitenciária. O advogado recebeu voz de prisão e foi detido pelos policiais penais.

Ainda segundo a fonte, todo o “processo de escuta tanto do interno como do preso terminou no fim da noite desta quarta-feira. O advogado se encontra preso na Delegacia de Capturas e Polinter (Decap)”. A fonte acrescenta que o interno vai ficar como testemunha já que ele não recebeu o bilhete. Já o advogado vai responder por organização criminosa, desacato, ameaça e dano ao patrimônio.

Detento com histórico de fuga

"Sasá" foi preso em 2008, mas conseguiu fugir do presídio do estado junto com um comparsa. Segundo a polícia, "Sasá" é apontado como um dos chefes de uma facção criminosa iniciada no Rio de Janeiro e que se ramificou em outros estados inclusive no Ceará. "Sasá" ficou foragido por quase dois, mas foi recapturado e preso em um presídio de segurança máxima em outro estado. Após a inauguração do novo presídio no Ceará, no mês de agosto, "Sasá" foi transferido para a unidade na Grande Fortaleza.

Por G1 CE

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

buttons=(Accept !) days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !