Fim de semana no Cariri com cinco mortes no trânsito e três homicídios

João Victor, de 10 anos, morreu após cair da garupa da moto pilotada por seu pai em Crato (Reprodução/Redes sociais)

Segundo levantamento feito pelo Site Miséria, uma morte aconteceu na noite de sexta-feira, quatro no sábado e três neste domingo.

Caiu de nove para oito o número de mortes violentas na comparação entre os dois últimos finais de semana na região do Cariri. Neste, foram cinco em consequência de acidentes de trânsito e três homicídios com dois corpos de Juazeiro, outros dois de Crato e os demais de Aurora, Penaforte, Barbalha e Missão Velha. Segundo levantamento feito pelo Site Miséria, uma morte aconteceu na noite de sexta-feira, quatro no sábado e três neste domingo

Por volta das 18 horas de sexta-feira, o pedreiro Francisco Luciano de Lima, de 42 anos, que residia no Sítio Angico na zona rural de Aurora, morreu num acidente de trânsito. Ele pilotava sua moto Honda CG 125 Fan de cor vermelha pela rodovia estadual que liga Aurora à BR-116 quando foi abalroado por outro veículo de características desconhecidas.

Já às 04h30min da madrugada de sábado Francisco Alisson Silva Ferreira, de 34 anos, o “Buguinha” que residia no bairro Campo Alegre, foi morto a tiros na Rua Rui Barbosa perto do cruzamento com a São Pedro (Santa Tereza) em Juazeiro. Ele era usuário de drogas e respondia por crimes de trânsito, assalto, formação de quadrilha e foi testemunha de um crime de latrocínio.

Às 19 horas, na Rua 13 de Dezembro (Bairro Seminário) em Crato foi morto a tiros Jeferson de Assis Batista, de 27 anos, que residia na Rua Heron Felício de Alencar naquele bairro. O crime foi praticado por uma pessoa apelidada por “Sabiá” e Luan Felipe de Oliveira, de 30 anos, este último preso na porta de sua casa na Rua Elias Siqueira, no mesmo bairro. A vítima respondia por crime de lesão corporal e o assassinato de Josias Isac Ricarte dos Santos, de 34 anos, no dia 24 de Junho de 2019.

Duas horas após, na BR-116 na altura do Sítio Massapê em Penaforte, um idoso pedalava sua bicicleta quando foi atropelado por um carro. No local do acidente morreu o aposentado Militão Sebastião Freires, de 70 anos, que residia no Sitio Juá daquele município. Militares do Destacamento de Penaforte recolheram uma placa MPZ-1991, inscrição de Cachoeira do Itapemirim (ES), que seria de um Celta de cor prata.

Por volta das 23h30min, ainda no sábado, Adriana Maria da Conceição, de 44 anos, que residia no Sítio Brejinho na zona rural de Barbalha, morreu no Hospital São Vicente de Paulo daquele município. Cerca de meia hora antes a mesma se envolveu num acidente com moto quando trafegava pela CE-293 na direção de sua casa. Ela terminou socorrida às pressas ao hospital, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos e seu corpo foi sepultado às 10 horas desta segunda-feira no Cemitério de Missão Nova.

Já às 19 horas deste domingo morreu no Hospital São Camilo em Crato o estudante João Victor Santos de Lima, de 10 anos, que residia na Rua Monsenhor Tavares (Bairro Gizélia Pinheiro). Cerca de três horas antes, caiu da garupa de uma moto pilotada por seu pai Josinaldo Morais de Lima na Avenida José Horácio Pequeno (Bairro Lameiro) naquele município. Existem informações que o genitor tinha ingerido bebidas alcoólicas e abandonou o local do acidente sem prestar socorro ao próprio filho.

Uma hora e meia depois Cícero de Figueiredo Lira, de 37 anos, o “Junior do Piseiro” pilotava sua moto Cinquentinha Dafra de cor vermelha e sem placa pela CE-153 quando se envolveu num acidente. Supostamente perdeu o equilíbrio e caiu do veículo na ladeira da rodovia estadual de acesso ao Distrito de Jamacaru na zona rural de Missão Velha. Ele residia no Sítio Logradouro naquele município e uma ambulância do SAMU ainda esteve no local, mas apenas constatou o óbito.

Finalmente, às 21h30min, ainda no domingo, na Rua Santos Dumont perto do cruzamento com a Todos os Santos (Santa Tereza) em Juazeiro, foi registrado um homicídio à faca. Um morador de rua identificado apenas pelo apelido de “Feinho” foi morto com seis facadas, sendo três no tórax e outras três na face por uma pessoa apelidada por “Bolacha” que dele se aproximou, desfechou os golpes e fugiu.

Reportagem de Demontier Tenório/Agência Miséria

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

buttons=(Accept !) days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !