Jovem que morreu em confronto com a PM no Cariri era condenado por latrocínio

Corpo de Ramon foi sepultado na tarde desta segunda-feira (Foto: Reprodução/Redes sociais)

O mesmo já tinha várias passagens pela polícia, condenação judicial, voltou a ser preso em fevereiro deste ano e, poucos dias depois, conquistou a liberdade.

Familiares de Ramon Gonçalves da Silva, de 29 anos, recolheram o corpo do mesmo na Perícia Forense de Juazeiro e já providenciaram o sepultamento. Ele residia na Rua Monsenhor Tavares, no centro de Nova Olinda, e morreu na madrugada deste domingo num confronto com policiais militares daquele município. O mesmo já tinha várias passagens pela polícia, condenação judicial, voltou a ser preso em fevereiro deste ano e, poucos dias depois, conquistou a liberdade.

No dia 5 de agosto de 2011, após discussão por causa de um passarinho, Ramon tinha 19 anos e atingiu com pauladas na cabeça o próprio tio Cícero Gonçalves da Silva, hoje com 50 anos. O crime aconteceu no Sitio Unha de Gato em Ipaumirim, terra natal de Ramon, e os dois moravam sozinhos e em casas vizinhas. Na época, Cícero foi trazido em estado grave ao Hospital Santo Antonio de Barbalha e escapou. O seu sobrinho foi preso momentos após o crime no centro de Ipaumirim.

Ele também já esteve preso na Penitenciária Industrial e Regional do Cariri (PIRC) em Juazeiro por conta de assalto a mão armada praticado em Ipaumirim. Naquela mesma cidade, Ramon cometera um crime de latrocínio, em dezembro de 2013 e, no ano seguinte, tentou fugir da cadeia daquele município, sendo, depois, condenado a 20 anos de prisão. Entretanto, não demorou a conquistar a liberdade.

No dia 17 de fevereiro deste ano ele voltou a ser preso em Altaneira numa ação comandada pelo Subtenente Valdemar ao tomar conhecimento que três pessoas praticavam assalto na área central. O trio ainda tentou fugir e dois terminaram presos. Com Ramon e Carlos Eduardo Pereira de Lima, de 18 anos, residente na Rua Jorge Furtado Leite em Nova Olinda, os PMs apreenderam uma espingarda calibre 12, 40 pedras de crack e três papelotes de cocaína.

A INTERVENÇÃO – Por volta das 03h30min da madrugada de domingo a polícia soube que três homens tentavam arrombar uma loja no centro de Nova Olinda e uma patrulha da PM foi ao local. O trio encontrado na Rua 14 de abril perto do Cemitério e os PMs recebidos à bala por um deles e houve revide quando Ramon morreu. Uma pessoa apelidada por “Lelê” fugiu com a arma e a polícia prendeu Carlos Eduardo Pereira de Lima, de 18 anos, com um “pé de cabra”.

Reportagem de Demontier Tenório/Agência Miséria


Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

buttons=(Accept !) days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !