Suspeito de agredir mãe, tia e avó é preso em flagrante pela PMCE em Juazeiro do Norte

Foto: Reprodução/Google Street View

Um trabalho rápido da Polícia Militar do Ceará (PMCE) resultou na prisão em flagrante de um homem de 38 anos suspeito de agredir familiares e desacatar agentes de segurança. A prisão aconteceu na noite dessa terça-feira (1º), no bairro Franciscanos, no município de Juazeiro do Norte, Área Integrada de Segurança 19 (AIS 19) do Estado.

As equipes foram acionadas por meio da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), para atender uma denúncia sobre agressão em um imóvel. A PMCE se deslocou ao ponto e encontrou o suspeito, que tem antecedentes por homicídio doloso e disparo de arma de fogo. Ele estava esmurrando a porta de entrada e proferindo xingamentos. Ao ser abordado, ele desobedeceu os policiais e tentou agredir um dos agentes de segurança, mas foi contido.

Conforme o relato da ocorrência, o homem agrediu a mãe e a avó, uma cadeirante. Na tentativa de impedir as agressões, a tia do suspeito tentou intervir e também foi lesionada, mas conseguiu expulsar o homem da residência. Ainda conforme levantamentos feitos pelos policiais no local, essa não seria a primeira vez que ele teria agredido os parentes.

Diante dos fatos, o suspeito foi levado para o plantão da Delegacia Regional de Juazeiro do Norte. Ele prestou depoimento e, em seguida, foi autuado em flagrante por lesão corporal dolosa no contexto de violência doméstica e familiar, resistência e desacato. Ele foi encaminhado ao sistema prisional.

Denúncias

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia. As denúncias também podem ser encaminhadas também para o telefone (88) 3102-1102, da DDM. O sigilo e o anonimato são garantidos.

*O nome do suspeito não será divulgado, visando preservar a identificação da vítima.

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

buttons=(Accept !) days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !