Procura por medicamentos manipulados aumenta em farmácia de Juazeiro do Norte

(Foto: Reprodução/Commonike)

Sem expectativas de que a vacina chegue logo para todos, pessoas buscam fortalecer a imunidade

O novo coronavírus se instalou e disseminou pelo planeta há mais de 1 ano e pouco se sabe sobre ele. Até o momento não foi comprovado nenhum tratamento precoce ou remédio que impeça o contágio. 

Com isso, a única alternativa que sobra, uma vez que nem todo mundo tem a opção de se resguardar em casa, é preparar o corpo para deixá-lo mais resistente e forte.

Nessa fase crítica da pandemia onde acontece, no Brasil, o aumento significativo de casos de infecção pelo novo coronavírus, segundo o Farmacêutico Micalce Santana, proprietário da Farmácia de manipulação Magistral, em Juazeiro do Norte, tem havido uma procura muito grande por medicamentos que melhoram a resistência orgânica, principalmente compostos a base de zinco. Assista ao vídeo no final da matéria.

Esse não é apenas um caso isolado, conforme levantamento encomendado pela Associação Brasileira da Indústria de Alimentos Para Fins Especiais e Congêneres (Abiad), ano passado foi realizada entrevistas com 275 pessoas e 48% delas passaram a ingerir mais multivitamínicos e afins.

“Os suplementos vitamínicos a base zinco, vitaminas C e D, além de selênio, têm sido bastante procurados porque essas quatro substâncias têm um efeito de proteção muito grande do sistema respiratório, que é a parte mais afetada por quem é acometido pela Covid-19”, disse Santana.

Tal medida, seguida em consonância com uma boa alimentação, exercícios físicos de rotina e descanso adequado, ajudam a fortalecer o sistema imunológico, proporcionando assim uma boa qualidade de vida aos indivíduos e resistência maior.

Por: João Boaventura Neto/Blog do Boa

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

buttons=(Accept !) days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !