Preso por feminicídio escondeu corpo da companheira embaixo de sofá na casa da vítima em Fortaleza

Homem é preso suspeito de matar companheira e esconder corpo em sofá em Fortaleza

Vítima foi morta com golpes de martelada e asfixiada com um pedaço de arame.

O homem de 42 anos, preso pela Polícia Civil no início da tarde deste domingo (20), suspeito de matar a companheira de 37 anos no Bairro Cristo Redentor, em Fortaleza, escondeu o corpo da vítima embaixo de um sofá na casa onde a mulher morava. Os detalhes sobre o crime foram repassados pelo delegado Paulo Renato Almeida, diretor adjunto do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), na manhã desta segunda-feira (21).

Conforme o delegado Paulo Renato, o crime aconteceu no sábado (19), por volta das 4h. O casal estava consumindo bebida alcoólica quando houve uma discussão e Juscelino de Amorim Barbosa atingiu Francisca Glaucia Martins da Silva com marteladas e depois asfixiou a vítima com um arame. Em seguida, ele tentou esconder o corpo da vítima, localizado horas depois pela filha da mulher, que acionou a polícia.

Legenda: O homem afirmou que os entorpecentes seriam para uso próprio - Foto: divulgação

Após o crime, Juscelino fugiu, mas foi localizado pelos agentes no município de Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza, na tarde deste domingo (20). Durante a abordagem, os policiais civis apreenderam com ele 92 trouxas de maconha e uma de cocaína. O suspeito já tinha uma passagem pela Polícia, quando foi autuado em um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por posse de arma branca (contravenção penal).

O homem foi encaminhado para o DHPP, onde prestou depoimento e assumiu ser o autor do crime. Após encerramento do procedimento policial, Juscelino foi autuado em flagrante pelo crime de feminicídio e por posse de drogas para consumo pessoal.

O suspeito negou que as trouxas de maconha fossem de sua propriedade, por isso, haverá aprofundamento da investigação para determinar a origem dos entorpecentes.

A motivação do crime segue em apuração. As investigações serão concluídas pela 8ª Delegacia do DHPP, unidade responsável pela apuração de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) no Bairro Cristo Redentor.

Por G1 CE

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

buttons=(Accept !) days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !