Morto a tiros em Crato jovem que usava tornozeleira no primeiro homicídio de junho no Cariri

Crime aconteceu na Rua Dr. Manuel Macedo no bairro Seminário em Crato (Reprodução)

Ele seguia a pé na direção de sua casa quando foi atocaiado e morto no bairro Seminário por dois homens que fugiram em uma moto.

Um homicídio foi registrado na noite desta terça-feira em Crato se constituindo no primeiro deste mês de junho em toda a região do Cariri. Por volta das 23 horas o ex-presidiário Rafael Pereira, de 30 anos, seguia a pé na direção de sua casa pela Rua Doutor Manuel Macedo quando foi atocaiado e morto perto do cruzamento com a Rua Aurora no bairro Seminário por dois homens que fugiram numa moto.

Ele usava tornozeleira eletrônica já que possuía algumas passagens pela polícia. Uma delas foi em fevereiro de 2015 por crime de violência doméstica. Já no dia 27 de janeiro de 2018, na Rua Álvaro Bomilcar (Seminário), a polícia foi acionada após Cibele de Sousa Silva, de 31 anos, ter sido lesionada por seu companheiro com um gargalo de garrafa, mas ele fugiu antes da chegada da viatura. Já em dezembro de 2019 passou a responder procedimento por furto.

Este foi o 29º homicídio deste ano em Crato contra 33 em Juazeiro do Norte. O último em Crato tinha acontecido na tarde do dia 24 de maio quando João Vitor Rodrigues Santos, de 22 anos, foi morto a tiros por dois rapazes que se aproximaram dele à pé. O crime aconteceu na Avenida José Alves de Figueiredo ao lado do Canal do Rio Grangeiro no centro de Crato e o acusado foi preso. Ele era acusado de assaltos e tráfico de drogas em Crato, praticando crimes desde a sua menoridade.

Reportagem de Demontier Tenório/Agência Miséria

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

buttons=(Accept !) days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !