Jovem acha celular no telhado de casa durante o banho em Fortaleza e relata assédio para a Polícia

Legenda: A jovem de 20 anos conseguiu pegar o celular que teria sido usado para as gravações indevidas - Foto: reprodução

Objeto teria se colocado nesta terça (1) com o intuito de registrar intimidade da moça; um suspeito fugiu.

Uma estudante foi vítima de assédio em Fortaleza na manhã desta terça-feira (1º) ao descobrir que estava sendo filmada durante o banho em casa. Posicionado entre o telhado e muro da casa da jovem, um celular chegou a gravá-la, além da mãe e da irmã, no momento íntimo.

O caso, encaminhado ao 10º DP ainda durante a manhã, teve início por volta das 8h. A moça, de 20 anos, que não quis ser identificada, estava se preparando para iniciar o dia quando reparou no objeto posicionado em local estratégico.

"Eu tinha acabado de acordar e estava me preparando para assistir às aulas do dia. Quando olhei para cima, dentro do banheiro, percebi que lá estava um celular", relatou. 

Assustada, a moça chamou a irmã para constatar o que já havia visto. "Falei baixo para ela, que me pediu o cabo da vassoura. Quando bati no telhado, puxaram o objeto", disse ao continuar a história ainda na área da delegacia.

Na sequência, ela precisou da ajuda de moradores próximos para saber que, de fato, teve a privacidade violada. Ao perceber que o único meio de acesso ao telhado era através de uma igreja próxima, ela se dirigiu ao local na companhia de uma vizinha.

"Fomos juntas até o local que fica atrás da minha casa e ficamos lá fora esperando enquanto a viatura não chegava. Nessa hora, eu percebi que tinha um homem", pontua.

A vizinha, inclusive, presenciou o encontro. "Quando ele abriu o portão ele já foi dizendo que não era ele, mas ele nem sabia do que se tratava. Várias vezes já o vi andando em cima da minha casa e eu não sei se ele já filmou também", relatou.

TENTATIVA DE FUGA

 Segundo a jovem, o homem correu logo após escutar que uma viatura já estava a caminho, mas foi parado com a ajuda de alguns transeuntes. Ainda assim, ele conseguiu se evadir do local antes que a polícia chegasse.

"Consegui pegar o celular com ele e vi que os vídeos estavam ali. Tinha o momento no qual eu estava tomando banho, tinha minha irmã ajeitando a cama", diz. A moça comenta que o objeto foi levado aos policiais para servir como prova no caso.

"Os familiares dele apareceram no local, me disseram que ele não seria capaz de fazer isso, mas as evidências estão todas no celular dele, né?", questionou ela.

Até o momento, no entanto, a identidade do homem não foi divulgada pela polícia, e o caso deve continuar sob as responsabilidades de investigação do 10º DP, em Fortaleza. 

Para a jovem, a sensação que fica é a de revolta. "Não sei de onde eu tirei essa coragem. Fiquei com uma raiva, me senti violada, ouvi das pessoas perto de casa que a culpa era minha, mas eu sou a vítima", se emocionou. 

Fonte: Diário do Nordeste

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

buttons=(Accept !) days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !