Chefe de grupo criminoso suspeito de matar policial militar no Ceará é preso em São Paulo

Legenda: A Secretaria da Segurança Pública estipulou o pagamento de R$ 7 mil por informações que levassem à localização e à captura dele - Foto: Divulgação/SSPDS

Foragido integrava a lista do Programa Estadual de Recompensa e tinha cinco mandados de prisão em aberto

Um homem apontado pela Polícia Civil como chefe de um grupo criminoso com atuação no Vale do Jaguaribe, no interior do Ceará, suspeito de matar um policial militar no Estado em 2016, foi preso na última segunda-feira (28) em São Paulo. 

Gilderlan Soares Granja (21), o “Condadinho”, estava na lista do Programa Estadual de Recompensa. Ele responde à organização criminosa, seis homicídios e tráfico de drogas, e tinha cinco mandados de prisão em aberto.

A Secretaria da Segurança Pública estipulou o pagamento de R$ 7 mil por informações que levassem à localização e à captura do então foragido.

OUTRA PRISÃO

De acordo com a pasta, também na segunda-feira (28), foi preso um homem apontado como autor de pelo menos oito homicídios que aconteceram em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza, entre 2019 e 2021.

A captura dele aconteceu em cumprimento de mandado de prisão preventiva. A instituição não informou o nome e a idade deste último, bem como se ele tem outros delitos na ficha criminal.

ALVOS DO PROGRAMA DE RECOMPENSA LOCALIZADOS

A Segurança Pública não fornece informações sobre as denúncias anônimas e os pagamentos previstos pelo Programa de Recompensa, devido ao sigilo. A Polícia Civil garante que assegura o anonimato, o empenho nas buscas e o pagamento da recompensa.

O Diário do Nordeste publicou, em fevereiro de 2021, que nenhum pagamento em dinheiro foi realizado pelo Estado do Ceará em dois anos da Lei da Recompensa, segundo informações obtidas através da Lei de Acesso à Informação (LAI).

Depois dessa publicação, cinco foragidos que constavam no Programa foram presos: Eupídio Fernandes da Rocha, o 'Abel'; Paulo Diego da Silva Araújo, o 'Dino'; Alisson de Queiroz Garcia, o 'Koka'; e "Condadinho", apontados como chefes de grupos criminosos. Além deles, Antônio Josivan Lopes Silva foi capturado suspeito de matar um policial civil.

Confira a lista completa:

1. Francisco Cilas de Moura Araújo, o 'Mago', apontado como líder de uma facção em Caucaia, foi preso no dia 7 de julho de 2020, em Teresina (PI);.


2. Alban Darlan Batista Guerra, que dividia a liderança da facção com 'Mago', foi localizado no dia 31 de julho de 2020, na cidade do Rio de Janeiro (RJ). Morreu em confronto com a Polícia.


3. Lindemberg Vieira Viana, o 'Detento', chefe de uma facção em Maranguape, foi preso no dia 13 de novembro de 2020, em Itaitinga.


4. Almerinda Marla Barbosa de Sousa, a 'Irmã Ruiva', chefe de uma facção carioca, foi presa no dia 20 de novembro de 2020, em Jijoca de Jericoacoara (CE).


5. Eupídio Fernandes da Rocha, o 'Abel', chefe de uma facção na Sapiranga, em Fortaleza, foi preso no dia 7 de fevereiro de 2021, em uma pousada em Natal (RN).


6. Paulo Diego da Silva Araújo, o 'Dino', chefe de uma facção criminosa paulista, foi preso no último dia 9 de maio de 2021, em uma residência na cidade de Salto (SP).


7. Antônio Josivan Lopes Silva, apontado como autor do homicídio que vitimou o escrivão da PCCE, Aloizio Alves de Lima Amorim, em Tauá. Foi preso no dia 6 de junho de 2021, em São Bernardo do Campo (SP).


8. Alisson de Queiroz Garcia, o 'Koka', chefe de uma facção criminosa carioca, foi preso no bairro Bom Jardim, em Fortaleza, no dia 19 de junho de 2021.


9. Gilderlan Soares Granja (21), o “Condadinho”, chefe de um grupo criminoso com atuação no Vale do Jaguaribe, no interior do Ceará. Foi preso em 28 de junho, em São Paulo.

Fonte: Diário do Nordeste

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

buttons=(Accept !) days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !