Polícia apreende namorada de suspeito de matar escrivão em delegacia na cidade de Tauá, no Ceará

Suspeito de matar escrivão na delegacia de Tauá. — Foto: Arquivo pessoal

Antônio Josivan Lopes Silva, 30 anos, namorado da adolescente, ainda não foi localizado e a recompensa para quem repassar informações sobre ele é de R$ 10 mil.

A polícia apreendeu, na última quinta-feira (27), uma adolescente de 16 anos, namorada do suspeito de matar o escrivão Aloísio Alves Lima, 60 anos, em uma delegacia na cidade de Tauá, no interior do Ceará.

Conforme a Delegacia Municipal de Trairi, a adolescente foi localizada no município de Paraipaba. O G1 solicitou informação à Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará sobre o motivo da apreensão da adolescente e aguarda resposta.

Um mês após o crime, Antônio Josivan Lopes Silva, 30 anos, ainda não foi localizado, e as forças de segurança do Estado continuam as buscas pelo suspeito, que estava algemado quando matou o agente durante um depoimento. Uma câmera de segurança flagrou o momento que o assassino do escrivão caminha algemado e armado por uma rua.

Josivan foi incluído na lista dos foragidos mais procurados do Ceará no dia 1º de maio. Conforme o Programa Estadual de Recompensa, informações que levem à prisão do suspeito resultarão no pagamento de R$ 10 mil.

Buscas

As buscas por Antônio Josivan Lopes Silva, estão concentradas em uma área de mata em Tauá, no interior do Ceará, cidade onde o crime aconteceu.

Conforme informado pelo Delegado Geral da PCCE, Sérgio Pereira, quatro dias após o crime, drones e aeronaves da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) auxiliam os agentes na procura de Josivan, em uma área de mata fechada.

"Desde o acontecimento do crime nós montamos uma força tarefa em uma operação que conta com a participação dos policiais civis e militares, que realizam buscas nas imediações e na região rural do município de Tauá. A gente acredita que ele esteja refugiado em uma região de mata fechada e contamos com o apoio de aeronaves, de drones e, principalmente, com a participação de cada cidadão, especialmente as pessoas que moram na região rural", afirma Sérgio Pereira.

Policiais civis e militares usam drones e aeronaves da Cioper em busca por suspeito de matar escrivão em delegacia na cidade de Tauá. — Foto: SSPDS/ Divulgação

O delegado geral da Polícia Civil ressalta que, caso a população da região veja alguma atitude suspeita, não tente capturar o suspeito e acione imediatamente a polícia.

"Se as pessoas verem alguma coisa suspeita na madrugada ou durante o dia, deverão ligar urgentemente para o telefone 190 e solicitar a presença dos policiais, para se deslocarem o mais rápido possível. Além disso, também está disponibilizado o telefone 181, onde nós recebemos denúncias do paradeiro desse foragido", disse.

O crime aconteceu na madrugada da última sexta-feira (30), quando o escrivão Aloísio Alves registrava o depoimento do suspeito, que havia sido preso na cidade de Pedra Branca, por tráfico de drogas. Na ocasião, Antônio Josivan, mesmo algemado, pegou a arma do agente e atirou contra ele.

Forças de segurança realizam operação em Tauá para capturar preso que matou escrivão. — Foto: SSPDS/ Divulgação

Flagrado em rua

Um vídeo de câmeras de monitoramento flagrou o momento que o assassino do escrivão caminha algemado e armado por uma rua após cometer o crime durante um depoimento.

Nas imagens, Antônio Josivan aparece fugindo com a arma em punho. Ele está vestido com uma calça, camisa e chinela.

Conforme a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), equipes da Polícia Militar do Ceará (PMCE), Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), com apoio de uma aeronave da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) da SSPDS, seguem em buscas ininterruptas para localizar e capturar o suspeito. As investigações seguem concentradas no município de Tauá.

Crime

De acordo com o delegado Danilo Távora, titular da Delegacia Regional de Tauá, Antônio Josivan, chegou à delegacia após ser capturado na cidade de Pedra Branca, em uma ocorrência de tráfico de drogas. Outro homem também foi preso.

Quando os dois detidos estavam na sala do escrivão, Antônio Josivan conseguiu pegar a arma do policial civil e atirou contra ele. Aloísio Alves foi atingido com um tiro na nuca. Houve troca de tiros entre o suspeito e outros policiais na delegacia.

Josivan conseguiu fugir e o outro homem que estava com ele foi recapturado. Uma ambulância do Samu foi acionada para socorrer Aloísio Alves, mas o agente já chegou ao hospital sem vida.

Nota de pesar

Saindicato dos Policiais Civis divulgou nota de pesar pela morte do escrivão — Foto: Arquivo pessoal

O Sindicato dos Policiais Civis de Carreira do Estado do Ceará (Sinpol/CE) divulgou nota de pesar pela morte do escrivão. Conforme o Sinpol, Aloísio estava lotado em Tauá, mas já trabalhou no município do Crato. Segundo o Sindicato, o agente "era conhecido pela simpatia e gentileza com todos".

"Nossos sinceros sentimentos à família enlutada e a todos os irmãos Policiais Civis, que Deus conforte a todos", diz um trecho da nota.

Por G1/CE

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

buttons=(Accept !) days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !