Médico, dentistas e policial civil são autuados por participar de festa no píer do açude Umari, no Crato

Aglomeração no Crato (Foto: Reprodução)

Um médico, duas dentistas e um policial civil de Pernambuco estão entre as 27 pessoas autuadas pela Policial Civil, após serem identificadas em um vídeo divulgado nas redes sociais participando de uma festa no píer de um açude na cidade do Crato, no interior do Ceará. O caso ocorreu no início do mês de abril, e as investigações foram concluídas nesta quarta-feira (19).

“Eles deram diversas argumentações. Alguns alegam que frequentam aquele local costumeiramente, outros que imaginavam que não ia surgir aquela aglomeração que de fato foi registrada. Mas a verdade é que uma forma ou de outra a atitude é reprovável, não se deve permanecer no local com uma aglomeração tamanha em plena a pandemia”, afirmou o delegado Diogo Galindo.

Festas, aglomerações e eventos estão proibidos em todo o Estado por conta do decreto estadual para combater a propagação da pandemia da Covid-19. De acordo com a Polícia Civil, todas as pessoas identificadas responderão por descumprir medidas sanitárias estabelecidas por decretos municipal e estadual, com base no artigo 268 do Código Penal.

O píer do açude Umari, no Crato, foi o palco escolhido pelo grupo para promover um evento com várias pessoas sem máscara, em plena pandemia e na vigência de protocolo de segurança com medidas sanitárias estabelecidas. Conforme as apurações policiais, o evento ocorreu no dia 3 de abril.

Além dos profissionais de saúde e de segurança identificados, a polícia descobriu a participação de dois empresários, duas arquitetas, um cantor e uma advogada na festa em plena pandemia.

Após identificação dos suspeitos, através de recursos tecnológicos e inteligência policial, o grupo foi intimado a comparecer à Delegacia Regional do Crato, onde um a um, os investigados foram ouvidos.

Eles assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por infração à determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa. O caso será enviado, nesta quinta-feira (20), ao Poder Judiciário, que ficará encarregado de processar e julgar os investigados.

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas pelo número (88) 3102-1285, da Delegacia Regional do Crato. O sigilo e o anonimato são garantidos.

Fonte: G1 CE

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

buttons=(Accept !) days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !