Juazeiro se aproxima dos 500 óbitos por Covid-19; Crajubar deve chegar a 800 mortes antes do fim de maio

Foto: Antônio Rodrigues

De acordo com os boletins epidemiológicos demonstrados pela Secretaria de Saúde de Juazeiro do Norte, maio tem sido, até o momento, o mês com maior incidência de óbitos por Covid-19 em 2021. Com 35 novas mortes pela doença registradas nos treze primeiros dias do mês, o município já se aproxima da marca de 500 óbitos, desde o início da pandemia.

Apenas nas últimas 24 horas, a cidade contabilizou três novas mortes em decorrência de complicações pelo novo coronavírus. Os óbitos ocorreram nos dias 10 e 12 de maio, sendo de uma mulher, de 90 anos, e dois homens, de 40 e 65 anos, todos sem comorbidade.

Juazeiro também já notificou 83.622 pacientes, dos quais 98 são casos suspeitos que aguardam os resultados dos exames, 59.152 casos descartados e 24.372 casos confirmados. Entre os pacientes confirmados há 56 hospitalizados, 714 em isolamento domiciliar, 23.107 que já estão recuperados, e totaliza 495 óbitos.

Óbitos no Crajubar

Conforme os dados das pastas de Saúde do Crajubar, os três principais municípios do Cariri já se aproximam da marca dos 800 óbitos por Covid-19. A crescente de mortes por coronavírus em Juazeiro do Norte, Crato e Barbalha já soma 785 casos, e de acordo com os dados epidemiológicos, este número pode ultrapassar as oito centenas ainda antes do fim de maio.

Também contabilizando três mortes, Crato já soma 181 pessoas que vieram a falecer por complicações da doença. Barbalha, que no último boletim divulgado somou mais dois óbitos, já totaliza 109 mortes desde o começo dos registros.

Lockdown

O prefeito barbalhense Guilherme Saraiva (PDT), que decretou lockdown no município desde esta quarta-feira (12), afirmou que a medida serve justamente para conter a demanda de pacientes com complicações por Covid-19, que no último fim de semana superlotaram as unidades hospitalares com leitos específicos para tratamento da doença. Além da própria cidade, a ocupação de leitos também atende a demanda de outros 45 municípios do Cariri e estados vizinhos.

Com a crescente demanda, a medida foi implantada e prevê uma nova pausa nas atividades econômicas e circulação pública, que haviam sido retomadas após fim do lockdown no Estado a menos de um mês. O gestor municipal de Barbalha também fez a mesma recomendação aos demais prefeitos da região, a exemplo de Juazeiro do Norte, que enfrenta problema semelhante mesmo com a capacidade de leitos superior.

Até o momento, nem a prefeitura ou o prefeito Glêdson Bezerra (Podemos) anunciaram se vão adotar medidas mais rígidas nos próximos dias. O Ceará, até o momento, caminha no sentido oposto, e de acordo com a Secretaria de Saúde do Estado tem registrado as primeiras baixas na incidência de casos após o fim do último decreto de lockdown.

Reportagem de George Wilson/Portal Badalo

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

buttons=(Accept !) days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !