Após 14 meses, estudantes voltam às aulas presenciais na rede municipal de Várzea Alegre

Legenda: Após 14 meses, estudantes da rede municipal de educação em Várzea Alegre retornam às aulas presenciais - Foto: Fábio Oliveira/Prefeitura de Várzea Alegre

A impossibilidade do ensino remoto, por dificuldades de acesso à internet e à telefonia móvel, a retomada foi concentrada em comunidades rurais de áreas isoladas

“Estou muito feliz de voltar para escola, estudar com a professora e com os meus colegas”. A expressão de alegria da aluna Mariana Vieira, do 4º ano, reflete o sentimento dos estudantes de cinco unidades de ensino fundamental da rede municipal de Várzea Alegre, no Centro-Sul cearense, que retornam às aulas presenciais depois de 14 meses em casa.

A experiência em curso em Várzea Alegre do retorno às salas de aula é realizada de forma parcial, segundo aponta a secretaria de Educação do município.

Na manhã desta segunda-feira (24), o colorido das fardas se misturou ao verde das plantações de grãos de sequeiro e da mata nativa, que vicejam nessa época de chuva no sertão cearense.

Quem mora no entorno da escola saiu cedo com farda e mochila. Crianças do ensino fundamental I, irmãos e coleguinhas, de mãos dadas em direção à sala de aula depois de um ano e dois meses ausentes, foram cenas vistas nas localidades rurais, quebrando a monotonia do campo.

Outras crianças que moram um pouco mais distante seguiram de bicicleta e a pé pelas estradas vicinais. “Acho que não só eu, mas todo mundo aqui tá achando muito bom”, disse o estudante do 5º ano, Marcos Souza, da localidade de Naraniú.

“O nosso sentimento é de muita alegria e a gente tá muito emocionada e até nervosa”, revelou Maria Eliene Ferreira da Silva, coordenadora da escola da comunidade de Serra dos Cavalos. “As mães, as crianças e os professores estão todos satisfeitos, ninguém imagina a nossa alegria”.

A dona de casa, Maria Vieira tem três filhos que estudam na educação infantil e no ensino fundamental I, na escola da Serra dos Cavalos. Era preciso se desdobrar para ensinar as tarefas aos filhos, que recebe impressas da escola.

Sem condições de acesso aos vídeos explicativos feitos pelos professores, as mães precisam ter paciência e um pouco de conhecimento para explicar o conteúdo aos filhos.

"Não é fácil. A gente faz o que pode, mas a aprendizagem dessas crianças não está boa”

MARIA VIEIRA

Dona de casa

Marina Vieira, estudante do 5º ano, disse que “estudar só em casa é muito ruim, diferente e aprende pouco”. Ela mostrou contentamento em retornar esta semana à escola. “Estou gostando muito”.

Legenda: Volta às aulas em Várzea Alegre - Foto: Fábio Oliveira/Prefeitura de Várzea Alegre

EXPERIÊNCIA

O retorno às aulas presenciais é pioneiro no Ceará, na rede municipal de ensino, de acordo com a secretaria de Educação local. Está sendo feito de forma parcial atendendo inicialmente as turmas da educação infantil, 1º, 4º e 5º anos do ensino fundamental.

Nessa primeira fase, retornaram 152 alunos dos 5.814 matriculados na rede municipal para o ensino infantil, fundamental e Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Legenda: Volta às aulas em Várzea Alegre - Foto: Fábio Oliveira/Prefeitura de Várzea Alegre

Após planejamento, reuniões com pais, professores e gestores das unidades de ensino as ações foram colocadas em práticas e seguem normas de segurança, explicou o secretário de Educação, Antônio Fernandes.

O nosso objetivo é suprir a impossibilidade do ensino remoto, por dificuldades de acesso à internet e telefonia móvel, em comunidades rurais de áreas isoladas”

ANTÔNIO FERNANDES

Secretário de Educação

As aulas presenciais foram retomadas nas localidades de Serra dos Cavalos, Poço Cercado, Calabaça, em uma turma de cinco alunos do sítio Cipó, e em Naraniú.

“As comunidades sem acesso à internet comprometem o desempenho de aprendizagem dos alunos neste período de pandemia da Covid-19”, pontuou o secretário Fernandes. “Nas outras unidades seguimos com ensino híbrido e só remoto”.

Legenda: Volta às aulas em Várzea Alegre  - Foto: Fábio Oliveira/Prefeitura de Várzea Alegre

A dinâmica do processo de reabertura das escolas exige acompanhamento da equipe técnica e planejamento que perdurou por três meses, segundo indicou o titular da pasta.  “Precisamos garantir a segurança das nossas crianças, professores, servidores e das nossas famílias”, disse Fernandes.

As unidades receberam pias, suporte para álcool em gel e máscaras faciais. Para Liduina Sousa, subsecretária de Educação, com o ambiente de incertezas criado pela pandemia, a pasta decidiu superar os desafios, após 14 meses de paralisação das atividades presenciais. “Definimos estratégias e vimos que era preciso o retorno desses alunos às escolas de forma segura para reduzir o déficit de aprendizagem durante esse período de pandemia”.

Maria Eliene da Silva observou que cada uma das cinco escolas tem um plano individual de volta às aulas dividido em quatro linhas de ações: criação de um comitê de acompanhamento; implantação de pontos de higienização; distribuição de máscaras e EPIs (equipamentos de proteção individual); e formação para professores com equipe multidisciplinar.

A gestora escolar disse confiar nas medidas adotadas e frisou que “aqui todos seguem as normas preventivas com muito cuidado”.

A professora Erisnalda Vieira lembrou que desde abril de 2020, quando houve a suspensão das aulas presenciais, começou uma série de dificuldades inesperadas.

Não temos internet e a gente se deslocou durante esse período com material impresso até a casa dos alunos. Vejo que essa iniciativa de retornar com segurança é muito boa”.

ERISNALDA VIEIRA

Professora

Erisnalda Vieira sentiu de perto a dificuldade de pais agricultores, sem estudo, ter o desafio trazido pela pandemia para ensinar os filhos. “Essa tarefa coube às mães”, frisou. “É uma dificuldade geral que vai refletir na vida dessas crianças do ensino público”.

O prefeito de Várzea Alegre, Zé Hélder, disse que a equipe avaliou “com muito critério as condições para o retorno das aulas, mesmo de forma parcial, e vimos que havia condições adequadas”.

Escrito por Honório Barbosa/Diário do Nordeste

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

buttons=(Accept !) days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !