Abril terminou com uma mulher assassinada no Cariri num ano 200% menos violento

Edna Cardoso foi morta a tiros em Crato (Reprodução)

No primeiro quadrimestre do ano três mulheres foram mortas na região respondendo por 33,3% cada em relação ao número de assassinatos no Cariri.

O mês de abril terminou com o registro de uma mulher assassinada na região do Cariri mais precisamente no município de Crato após um mês de março da mesma forma com o registro de um assassinato contra pessoa do sexo feminino. Sendo assim, no quarto mês deste ano apenas uma mulher morta ou a mesma quantidade na comparação, também, com abril do ano passado.

No primeiro quadrimestre do ano três mulheres foram mortas nos municípios de Várzea Alegre, Brejo Santo e Crato respondendo por 33,3% cada em relação ao número de assassinatos no Cariri. No ano passado, nos quatro primeiros meses do ano, nove mulheres já tinham sido assassinadas na nossa região e a queda é de 200% na comparação entre os dois períodos com seis crimes a menos este ano.

No dia 3 de abril Maria Edna Cardoso Silva, de 56 anos, foi baleada em sua casa na Rua Rio Grande do Sul perto da Grendene no Bairro Seminário em Crato e morreu no Hospital São Camilo. Ela já tinha sido vítima de duas tentativas de homicídios, sendo a primeira em 2013 no Crato e a outra em fevereiro de 2015, cujo Inquérito Policial indiciou como autor Francisco Felipe Damasceno, então com 34 anos.

Reportagem de Demontier Tenório/Agência Miséria

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

buttons=(Accept !) days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !